Edição 755

  • Tentando explicar o inexplicável

    homem_interrogacao.jpgAdotar rígidos controles sobre os fluxos cambiais; reduzir as taxas de juros reais; liberar o orçamento público da ditadura dos superávits primários; realizar uma verdadeira reforma tributária; viabilizar recursos à educação pública de qualidade, entre outros,  são metas absolutamente necessárias.

  • Morte de Bin Laden incita inúmeros questionamentos ignorados pela mídia brasileira

    Após o mundo se dar conta da produção de mentiras do governo Bush para invadir e saquear o Iraque, o que já significou cerca de 1 milhão de mortes, aqueles que praticam o jornalismo com a exigida ética não têm sequer o direito de reproduzir acriticamente o que diz o departamento de Estado.

  • Osama e Obama

    vento_tempestade.jpgNa vida se colhe o que se planta. Se os EUA são hoje atacados de forma tão violenta é porque, de alguma forma, eles se valeram do seu poder para humilhar povos e etnias.

  • Si hay gobierno soy gobierno

    caraacara.jpg

    A construção da história da política exterior sombreada pelo espírito de corpo do establishment, nada afeito ao movimento multidimensional das idéias, impede novas formas de pensar a diplomacia.

  • Uma era pós-Osama Bin Laden? O que a esquerda tem a dizer?

    ft_binladen.jpgParece que a morte de Bin Laden é uma manobra. Está se procurando usar a morte de Bin Laden para aumentar as medidas de "segurança nacional" e redividir o mundo entre os lutadores contra o terrorismo e aqueles que o defendem.

  • A vitória do terror

    mundo_guerra.pngAo contrário do que se alardeia, a operação americana no Paquistão não foi uma vitória contra terrorismo. Quando um Estado se concede licença para matar, se vangloria do uso da tortura para obter resultados, viola a legislação internacional, atropela a soberania alheia.

  • Contribuição para o déficit de soberania

    numeros.jpgHá órgãos do governo brasileiro que parecem pertencer a governos estrangeiros. Refiro-me ao Ministério das Minas e Energia, que acaba de comunicar a realização, em setembro, da 11ª rodada de leilões de áreas para a exploração de petróleo, a ser promovida sob a lei 9.478, de FHC.

  • Cuba não indica maior participação e auto-gestão populares em seus desígnios

    bandeira_cuba.jpgNem sequer se considerou que a participação dos trabalhadores seja política e economicamente decisiva. Não se falou de orçamentos participativos, resultantes da livre discussão deles, sobre como organizar a auto-gestão, que aumentaria a produtividade, a criatividade e economizaria materiais.

  • Belo Monte: resposta do Brasil à OEA é vergonhosa

    br_interrogacao.jpgFico pensando se Dilma, durante a ditadura, quando presa e torturada, teria ansiado por um organismo internacional que intercedesse por ela e por aqueles que sofriam com a violação dos direitos humanos.

  • Sobre a Guerrilha do Araguaia

    araguaia.jpgA publicação do Diário de Grabois recoloca na ordem do dia a discussão sobre as lutas armadas ocorridas no Brasil contra o regime militar, não apenas sobre a Guerrilha do Araguaia.

  • “Revoluções” ou contra-revoluções?

    ilus_mao_batendo_mesa.jpgAlguma coisa está fora da ordem nessa história de "Revolução Árabe", se consideramos a categoria revolução como o ato de transformar qualitativamente o status quo; o ato de mudança de regime; o momento em que o velho não pode continuar mais a prevalecer e o novo cria condições orgânicas de impor a ruptura.

  • Bombardeio à casa de Kadafi, se planejado por membros da OTAN, é crime de Estado

    bandeira_libia.jpgHoras após o ataque assassino, porta-voz da OTAN afirmou que as bombas e os mísseis daquela organização não apontam para indivíduos singulares, mas exclusivamente objetivos militares.