Edição 754

  • O casamento do príncipe e a celebração da desigualdade

    ft_principewilliam_kate.jpgMuitos dos plebeus em Londres e mundo afora não se deram conta de que monarquias e seus rituais representam uma das limitações significativas das transformações democráticas.

  • O aproveitamento hidrelétrico da Amazônia e seus opositores

    rioxingu.jpgPenso que há um problema de base na disputa entre os ambientalistas de passeata e os ecologistas-cientistas, em torno do aproveitamento racional do potencial hidrelétrico da Amazônia.

  • A República da Farinha – o momento dos grandes partidos políticos brasileiros

    farinhas.jpgJá tivemos o Ciclo do Açúcar, o Ciclo do Ouro, o Ciclo do Café. A atuação dos partidos políticos brasileiros hoje pode ser explicada através da farinha.

  • Casamento real

    coroa_buquet.jpgA Inglaterra dispensa contos de fadas. Basta ligar a TV. A telinha, ao focar a monarquia, exibe cenas tão exuberantes que a realidade parece superar a fantasia.

  • O grande xadrez sírio

    xadrezcortado.jpgOs padecimentos dos sírios incluem muita ira contra o Estado policial intoleravelmente violento, controlado pelos alauítas; as décadas de ditadura do partido Ba’ath; os excessos de uma microscópica elite comercial, em contraste com o alto desemprego entre os jovens.

  • ‘Governo Dilma alimenta despolitização propiciada pelos oito anos de Lula’

    ft_miltontemer.jpgEm meio a tempos tão despolitizados, e como é a praxe nos inícios de mandato, as discussões sobre a reforma política vieram à baila a todo vapor. Para tratar do assunto, o Correio da Cidadania entrevistou o jornalista e ex-deputado pelo PT-RJ Milton Temer.

     

  • Os desafios da realidade peruana

    bandeira_peru.jpgA candidatura do ex-militar e cientista político Ollanta Humala representa a possibilidade superar a mentalidade colonial herdada de séculos passados e o modelo neoliberal imposto pelo imperialismo estadunidense.

  • A direita e a sua fábrica de mentira

    bandeira_argentina.jpgA cúpula da extrema-direita mundial em Buenos Aires revela diversas coisas. Mais visivelmente, o crescente desespero do imperialismo em "reorganizar as suas tropas" e tentar recuperar o controle total do continente.

  • Fazendo de conta que os licenciamentos ambientais são de verdade

    rioxingu3.jpgJá é evidente que surgiu uma indústria de EIA-RIMAs pré-fabricados apenas para atender às exigências legais mínimas. A cada dia surgem novos questionamentos sobre a veracidade destes estudos.

  • Sempre o trabalho

    primeiro_maio.jpgPor mais que o Primeiro de Maio tenha perdido sua fisionomia de luta social, o trabalho permanece na ordem do dia, na encruzilhada dos debates políticos e econômicos.

  • Belo Monte: Entrevista com o Robô Ed

    ed_robo.jpgO Robô Ed foi criado em 2004 pelo Ministério de Minas de Energia (MME), para "conversar" em tempo real com internautas sobre "ações de conservação de energia e cuidados com o meio ambiente".

  • Celebrar 1º de Maio hoje significa lutar pela retomada da organização autônoma dos trabalhadores

    primeiro_maio.jpgHoje, estamos assistindo à mais vergonhosa capitulação das centrais sindicais tradicionais aos interesses do capital nacional e internacional. Sobretudo a CUT e a Força Sindical - verdadeiras inimigas entre si nos anos 90 -, tornaram-se cúmplices da entrega dos nossos direitos ao capital.

  • Perspectivas

    caminhos.jpgAo contrário do noticiário, os chineses trabalham para transferir tecnologias e cooperar no crescimento da produção industrial brasileira, investindo na construção de novas plantas, seja em associação com empresas brasileiras, seja por sua própria conta.

  • Espiritualidade pós-moderna

    ama_pequena.jpgSua ideologia consiste em negar toda ideologia. Assim, ela sacraliza e fortalece o sistema cujo valor supremo, o capital, se sobrepõe aos direitos humanos.

  • O Ministério Público e a Sociedade

    caraacara.jpgSe iniciativas do MP, nessas duas décadas, concretizaram os enunciados constitucionais, por outro lado suscitaram raivosas reações daqueles que jamais foram incomodados pelo sistema criminal.

  • Riquezas e pobrezas

    pilha_de_livros.jpgÉ que eu escrevo dia e noite, entregando tudo o que possuo, e, ao mesmo tempo, recebendo dos outros o bem mais precioso para um escritor: a leitura.

  • Anti-EUA ou pró-Brasil?

    eua_dragao_garfo.jpgA grande mídia vibra de emoção. O governo Dilma estaria sinalizando uma volta à tradicional política externa, abandonada pelo governo anterior em favor de um dito "anti-americanismo" que seria prejudicial ao país.

  • Oriente Médio: esfumaçamento da via democrática

    eua bandeira costela.gifApesar da retórica a favor da transformação sócio-política, Washington e UE não aspiram a modificações profundas: tolerar-se-iam as substituições de dirigentes, desde que a modernização política efetivada por eles seja superficial – o espectro da Revolução Iraniana, de 1979, ainda assombra a elite norte-americana.

  • Salafrarice e súcia. Descendo a ladeira da saúde: do SUS às Organizações Sociais

    hospital_distorcido.jpgContinuando a triste história, o moribundo SUS, agora, sai reabilitado pelo modelo "liberal-capital", como se fosse novidade. O coelho sai gordo da cartola num novo passe de mágica: OS, Oscip, OSS... Tudo bem a gosto capitalista, ou seja, a privatização das unidades públicas.

  • O enterro de Wellington

    rio_estatua_cristo.jpgFotos do precário enterro de Wellington mostram uma vasta área de terra seca, nua, poeirenta, por onde se espalham 5 mil covas rasas, sem delimitação, nem identificação, nas quais são deixados os corpos de indigentes e desamparados como ele. Muitos cães de estimação são sepultados com mais regalias.