Edição 750

  • Mocinhos e bandidos na guerra da Líbia

    mundo_guerra.pngSob o ponto de vista dos três países que lideram os ataques, sairão eles ganhando com uma vitória provável dos rebeldes? Há indícios de que entre eles há tanto "mocinhos" quanto "bandidos".

  • O golpe, os desaparecidos e o direito à verdade

    arquivos_ditadura.jpgEspera-se que a presidenta Dilma Rousseff, que carrega no corpo e na alma as marcas da tortura, crie finalmente a Comissão da Verdade, com poderes para investigar, publicizar e estabelecer responsabilidades pelos crimes cometidos pela ditadura.

  • Por que o Capital financia Luciana Genro e o MES?

    ft_luciana_genro.jpgA ex-deputada rompe, igualmente, com o princípio da luta pela escola livre, gratuita e pública, impulsionando a suplência das carências públicas com a benevolência do capital, sempre interesseira.

  • Brasil e Irã: um passo atrás

    ft_ahmadinejad.jpgA posição do governo Dilma contraria a do governo Lula. Este jamais se submeteu a Washington em matéria de política externa.

  • O descaso na educação pública estadual de Goiás

    ampulheta.jpgEstas escolas citadas e muitas outras foram construídas há mais de 20 anos, com placas de cimento pré-moldadas e deviam funcionar, em caráter provisório, somente até a construção das escolas definitivas.

  • Haiti: sinais de esperança

    bandeira_haiti.jpgO capítulo principal desta epopéia a ser vivida é, certamente, a retomada da consciência do povo, de sua identidade, do seu valor, de sua soberania que precisa se livrar de qualquer obstrução.

  • Compromissos da Vale com o Brasil

    vale_riodoce.jpgNão nego a capacidade administrativa do sr. Roger Agnelli. Mas lhe faltou a percepção de que a Vale foi construída pelo dinheiro do povo brasileiro e que seu compromisso maior é com o Brasil.

  • Jirau e Santo Antônio são exemplos do padrão de acumulação do capitalismo primitivo

    homem_corda_dinheir.jpgO capitalismo, esse que o Lula salvou e a Dilma gerencia com o aplauso do coral dos contentes, requer, para que os donos do poder econômico possam auferir lucros obscenos, canteiros de obras como os de Jirau e Santo Antônio.

  • A revolta no grande projeto

    ilus_mao_belindia.jpgO que se pode deduzir de fatos aparentemente irracionais é que o governo abriu uma frente de construção de hidrelétricas tão vasta e pesada na Amazônia que não consegue mais controlá-la.

  • Kit conflito trabalhista: quem vai querer?

    ilus_chibata.jpgNo script, fotos para jornal, imagens para TV, poses de ministros e dirigentes sindicais preocupados com a situação de barbárie que se instalou nos canteiros de obras do PAC.

  • PC do B - nenhuma palavra

    foicemartelo2.jpgDefender os interesses nacionais é defender os do capitalismo. Por essa razão que os ditos comunistas do PC do B, em seu programa de aniversário, não pronunciaram nada contra o capitalismo.

  • A independência do Judiciário

    justica_estatua.jpgA miséria criou dois Brasis: um formal e outro real, com absoluta falta de eficácia entre o direito e a realidade; cabe ao Judiciário o exercício da judicatura em favor dos mais fracos.

  • Eletricidade nuclear e as tarifas

    atomica.jpgA operação a baixas taxas de juros revela o subsídio estatal à construção de Angra 3. Os subsídios governamentais ocultos no projeto dessa usina nuclear são perversos, porque serão disfarçados nas contas de luz.

  • Secretaria de Aviação Civil é oportunidade de voltar a existir política estratégica no setor

    homem_escritorio.jpgO governo Dilma confirmou a criação da Secretaria de Aviação Civil, que estará diretamente ligada à presidência, saindo do Ministério da Defesa, com a missão de organizar futuras concessões de aeroportos e terminais à iniciativa privada.

  • Veio fazer o quê?

    Não parece desarrazoado levantar a hipótese de que o tema foi o Pré-Sal. Importador de petróleo, os Estados Unidos têm o maior interesse em qualquer fonte de petróleo. O Pré-Sal situa-se a mais de duzentos quilômetros da costa - distância que o Brasil fixou unilateralmente e que os Estados Unidos já declararam não aceitar. Mesmo sem saber ao certo, precisamos estar sempre atentos, porque "o império não dorme".

  • Grato: retomando o debate

    dilma_tempo.jpgUma parte da esquerda brasileira cobrou do governo Lula e cobra do governo Dilma a execução de medidas e ações típicas de governos e Estados resultantes de revoluções.

  • Belo Monte: o diálogo que não houve

    indios_xingu.jpgOs indígenas que fizeram constar em ata sua posição contrária à UHE Belo Monte foram tranqüilizados por funcionários da Funai que as "oitivas" seriam realizadas posteriormente.

  • MST: a necessidade de novas respostas

    semterrabandeira.gifAssiste-se ao total eclipse do MST, inclusive com o apoio à candidatura DiLLma, a partir da justificativa de que "precisamos apoiar a continuidade do governo Lulla", sem explicar por quê.

  • Diálogo entre ciência e fé

    ama_pequena.jpgGleiser leu meus livros e eu os dele, o que favoreceu o nosso diálogo, no qual houve mais convergência que divergência, sobretudo no que concerne à postura da ciência diante da fé e da fé diante da ciência.

  • Análise política resultante de Fukushima

    fukushima.jpgNão é desprovido de chances imaginar que uma decisão sobre o setor nuclear possa ser tomada sem consulta alguma e com explicações posteriores, em geral sumárias, aos brasileiros.

  • O professor não é um rato

    professora.jpgNão era fácil. O professor queria fugir. Olhava para os médicos como uma cobaia presa no laboratório. Andava de um lado para o outro como se estivesse dentro de um labirinto.