Edição 746

  • Estados Unidos: a miragem líbia

    eua bandeira costela.gifA diplomacia presidencial líbia pareceu até o ano passado surtir efeito sobre os meios tradicionais de comunicação. Não se mencionava mais o país como um Estado renegado; a imagem externa de um governo violento esvanecia-se, ainda que alguns relatos mencionassem a manutenção do terror.

     

  • 254 homossexuais assassinados no Brasil em 2010. Triste recorde

    bem_versus_mal.jpgA senadora Marta Suplicy conseguiu desarquivar o projeto de lei que criminaliza a homofobia e a iguala ao racismo. Por conta disso, o jornalista Francisco Bicudo conversou com Luiz Mott, um dos fundadores do Grupo Gay da Bahia.

  • ‘Questão urbana foi rifada pelo governo Lula, pelo PT, e aparentemente, pelo governo Dilma’

    ft_erminia_maricato.jpgNo que já se tornou uma regra, o verão brasileiro mais uma vez foi permeado por desastres oriundos de chuvas. Em entrevista ao Correio da Cidadania, a urbanista e professora da FAU-USP Ermínia Maricato descreve um panorama desalentador a respeito da gestão de uma cidade.

     

  • Nunca é tarde para amar

    amigos.jpgDoutor Anselmo, vizinho de minha mãe em prédio na Savassi, em BH, fez 100 anos em dezembro, com direito a baile no Automóvel Clube e valsa de debutante com a namorada de 82.

  • Chuvas em São Paulo: reflexo de uma política excludente

    ventania.jpgÉ deveras sabido que São Paulo, devido ao seu tamanho, condições climáticas, geológicas e grau de desenvolvimento, está sujeita, diariamente, a um número elevado de desastres e situações de emergência.

  • Previdência Social ou Bolsa Banqueiro

    O "Bolsa Banqueiro" é alimentado por várias fontes. Uma delas é o sistema de previdência social. O enorme volume de recursos arrecadado é depositado em bancos privados, sendo por estes aplicados a juros de distintas maneiras. Obviamente esse dinheiro pertence ao trabalhador e não ao INSS. Menos ainda aos bancos em que são depositados. Não se entende por que os sindicatos não acionam a justiça.

  • Uma visita ao inferno dos porões da ditadura argentina

    grades_prisao.jpgÉ bom deixar claro que estou falando de algo muito diferente de um passeio turístico. Tampouco de uma aula de história. Trata-se de um debate político sobre questões do presente.  

  • O “Distritão” será o fim dos partidos políticos e o colapso do modelo republicano

    br_distrital.jpgA reforma política, tema recorrente nas últimas décadas, está de novo na pauta do parlamento brasileiro. E, a julgar pelos primeiros movimentos desencadeados a partir das mesas diretoras da Câmara e do Senado, corre sérios riscos de enveredar mais uma vez pelo perigoso caminho da galhofa.

  • As ameaças das grandes potências à democratização dos países árabes

    mundo_guerra.pngAs potências imperialistas, refeitas do susto que levaram com as insurgências populares na Tunísia e no Egito, estão recuperando o controle do processo democratizador que, de repente, varreu alguns países árabes.  

  • Caveirão e UPP’s na Bahia: o governo Wagner como ante-sala do fascismo

    soldados.jpgA ofensiva do Estado e do capital se insere nas políticas adotadas pelo governo baiano, em especial na segurança pública, que se traduz, principalmente em Salvador, em verdadeiro genocídio da juventude pobre e preta.

     

  • Expulsão de Battisti, mesmo que negada a extradição?

    ft_cesarebattisti.jpgSe os militantes humanitários não nos posicionarmos com máxima firmeza, crescerá a possibilidade de ser imoralmente adotada linha de ação muito atrativa para quem gosta de ficar em cima do muro.

  • Folha: de rabo preso com a ditadura de plantão

     A Folha de S. Paulo acaba de completar 90 anos. Aproveitou para confessar seu apoio ao regime militar. Na verdade, comemora a vitória do Projeto Folha, em que trocou seu apoio à ditadura política pela fé na ditadura econômica.

  • O nacionalismo nas revoltas árabes

    caraacara.jpgA exigência econômica dos jovens árabes vai, necessariamente, implicar em transformações significativas nas relações entre Estado e empresas petrolíferas, tendo em vista a falta de alternativas produtivas.

  • O exército contra os revolucionários no Egito

    egito_aviso_celular.jpgPara evitar contágio, que já havia conquistado vários setores, como o dos bancários, da saúde e da construção, as forças armadas enviaram mensagens de SMS aos montes.  

     

  • A velha chantagem

    dilma_imprensa.jpgFazer oposição a esse governo, que representa a fina flor da escória da política fisiológica no Brasil, é correr o risco de ser acusado de estar fazendo o jogo da direita.

  • O que não se sabe sobre o Egito

    ilus_mao_belindia.jpgUma das primeiras medidas que a Junta Militar tomou foi proibir as greves e as reuniões dos sindicalistas. No entanto, esta mobilização operária mal apareceu nos maiores meios de informação.

  • A poesia do carnaval

    carnaval.jpgEncontrar a possibilidade de "ser pessoa" numa escola de samba, tornar-se juridicamente "pessoa" pelo registro civil, leva-me à outra reflexão, qual seja, a busca de "ser pessoa".

  • Quem tem medo do Oriente Médio?

    piramides.jpgSerá que o que temos por aqui não passa de uma pseudo-democracia? Por lá, as coisas continuam: Tunísia, Egito, Jordânia, Argélia, ao passo que por aqui também continuam... em silêncio.

  • Potencial Hidrelétrico e Energia Nuclear no Brasil

    hidreletrica_itaipu.jpgEm palestra sobre o futuro da energia nuclear no sistema elétrico brasileiro, no Clube de Engenharia, o pesquisador em energia Joaquim de Carvalho frisou que o país ainda tem grande potencial de geração hidrelétrica a explorar.

  • Apesar de tudo, as massas se movem

    eua estatua arma.gifSe até a Globo se transformou de aliada incondicional do regime militar brasileiro em defensora das Diretas Já, seria pedir muito para os governos ocidentais e os EUA e suas mídias continuarem fiéis a seus amigos árabes.

  • A morte do “bispo dos indígenas”: a sua lição permanece

    ft_bispo_samuel_ruiz.jpgEle próprio me disse que quando chegou ao estado de Chiapas, em 1959, não era integrante da ala progressista da Igreja Católica. Pelo contrário, era um sacerdote tradicionalista.