Edição 739

  • Educação e inclusão: ano-velho ou ano-novo?

    professora.jpgA universalização do atendimento escolar, preconizada como a segunda diretriz do PNE 2011-2020, enfrenta desde já um importante desafio, pelo menos no que se refere à educação especial.

  • Lula cria empresa para administrar Hospitais: a lógica do lucro chega à saúde pública

    hospital_distorcido.jpgNo apagar das luzes do seu governo, quando os trabalhadores públicos (a maioria) estão em férias, Lula cria uma empresa de administração privada para administrar os hospitais universitários.

  • O aumento dos parlamentares: bandalheira que não pode ser esquecida

    maos_ao_alto.jpgPrecisamos urgentemente avaliar o que pode ser feito do ponto de vista legal e constitucional, para reverter essa iniqüidade. Com a palavra os nossos advogados "populares", para que nos orientem sobre o que e como fazer.

  • A capitulação pela semântica

    midia.gifPara maior pesar, essa esquerda procura se abastecer no velho discurso burguês dos iluministas, lançando mão da expressão "república" e, mais abusivamente ainda, da palavra "cidadania".

  • Wikileaks e o fim da hipocrisia na administração pública

    wikileaks.jpgJustamente a radical transparência dos telegramas involuntariamente revelados é o que incomoda. Ao mesmo tempo esta radicalidade alberga algo da quintessência do serviço público.

  • Quousque tandem

    Quem deseja, de fato, solucionar o problema precisa atacar a questão da especulação imobiliária. Como se sabe, o numero de imóveis desocupados no Rio de Janeiro – como em várias outras cidades do país - é superior ao de famílias sem teto. Quem quiser abordar o assunto dos deslizamentos e enchentes de maneira séria precisa tomar posição diante do aluguel compulsório. De outro modo, é escapismo.

  • Cuba rumo a mudanças

    bandeira_cuba.jpgAs reformas anunciadas significam maior democratização do socialismo. O Estado deixa de ser o grande provedor para se tornar o principal indutor do desenvolvimento.

  • Atenção Integral ao Louco Infrator: nem tudo está perdido

    justicagrita.jpgO Programa de Atenção ao Louco Infrator preconiza atendimento no sistema de saúde pública, mantendo a pessoa em contato com a família e abolindo o encarceramento em manicômios judiciários. 

  • Dilma presidente: o que vem pela frente?

    ilushomemlunetaespelho.jpgSe por um lado o governo de Dilma deve ser essencialmente um governo de continuidade, por outro se faz notar a ênfase dada por ela ao controle das contas públicas.

  • Seletividade na escolha do supridor de informações

    ilus_mao_batendo_mesa.jpgAs recomendações a Dilma são sempre no imperativo, dando a entender que não há alternativas. E os inocentes espectadores, pensando que estão se informando, são doutrinados.

  • A presidenta e democracia para o STF

    stf.jpgA nomeação dos ministros deve contar com efetiva participação social, aprofundando o princípio democrático que exige direito de manifestação da sociedade sobre os juristas passíveis de indicação.

  • Tropas de Desestabilização

    bandeira_haiti.jpg"A Minustah deveria pacificar o país e hoje estamos pior. A Minustah mata haitianos", denunciou Ladiou Novembre, professor de ensino médio em Porto Príncipe.

  • Confirmada, entrada do mercado nos aeroportos precisa ser submetida ao interesse social

    aeroporto_vendese.jpgO Correio entrevistou Carlos Gilberto Camacho, do Sindicato Nacional dos Aeronautas, para quem a entrada do capital privado nos aeroportos viria em bom momento, desde que o Estado saiba estabelecer limites na atuação de tais agentes.