Edição 661

  • Duas boas notícias contra Belo Monte

    rioxingu.jpgDepois das longas discussões desenvolvidas na aldeia Kikretum, temos hoje uma carta clara e manifestadamente contra a construção da usina.

  • EUA: teste de fogo ante situação institucional de Honduras

    ft_barack_obama2.jpg A fim de permitir à opinião pública da região uma visão de Obama diferente da de Bush, é necessário que a diplomacia estadunidense vá mais adiante.

  • Sem regulação pública, Telefônica é um fracasso generalizado

    telefone.jpgApesar de a empresa não assumir o serviço de internet de banda larga da gigante Telefônica, já conta quatro panes que derrubaram o sistema somente este ano. Desde sua chegada ao Brasil, a empresa tem sido a grande campeã de reclamações em órgãos de defesa do consumidor.

  • Reflexões de um aposentado

    arrocho_brasil.jpgOs pífios proventos, que castigam algumas categorias de aposentados, atentam contra a Constituição, pois que esta assegura aos aposentados a irredutibilidade do valor dos benefícios.

  • Petróleo: vamos morrer na praia?

    petroleo_dinheiro.jpgA proposta da Comissão Interministerial para o Pré-sal deverá ser "Modelo de Partilha". A Petrobrás, que desenvolveu tecnologia e o descobriu, partilharia o tesouro com as multinacionais.

  • Caritas in veritate

    ft_bento16.jpgEm sua encíclica, Bento 16 abre um leque em que encontra lugar para as complexas questões do desenvolvimento, como meio ambiente, sistema financeiro e mercado.

  • O enterro de MJ e os 19 anos sem Cazuza

    mjackson_cazuza.jpgForam perseguidos pelo que tinham de melhor: a capacidade artística, a veia poética e o balanço musical. E um desdém imenso pelo que é formal.

  • As lições de Honduras

    bandeira_honduras.jpgDe maneira indiscreta, um deputado da direita hondurenha revelou publicamente a conspiração que mantinham os golpistas com a embaixada dos EUA.

  • ‘Convites golpistas’ nas Américas porão à prova o governo Obama

    eua bandeira costela.gifEmbora a história do Brasil acuse a presença nefasta de ações contra a democracia perpetradas pelos Estados Unidos, nem de longe a expressão La Embajada tem para nós o mesmo sentido.

  • ‘Convites golpistas’ nas Américas porão à prova o governo Obama

    São notórias as ligações do Exército golpista hondurenho com a ultra-direita dos falcões, derrotada nas urnas nos EUA. Ademais, desde a Guerra Fria que Honduras tem sido um lugar estratégico contra movimentos populares e democráticos na região, como na frustrada tentativa de derrubada da revolução cubana. É ainda importante recuperarmos o exemplo no Haiti de 1992, posto que estava no poder o democrata Bill Clinton, quem seqüestrou e armou as condições de retorno condicionado de Jean-Baptiste Aristide. Resta saber se os EUA, que tanto apoio deram a esses ‘convites 080709_honduras.jpg
    antidemocráticos’, estão ao nível das exigências de uma nova ordem mundial descolonizada. O recente golpe contra o governo democrático de Honduras é um teste fundamental ao governo de Barack Obama. As análises são de Carlos Walter Porto-Gonçalves e Theotonio Dos Santos.
  • O Corinthians se ama, não se discute! A propósito de um filme de Mazzaropi

    ft_mazzaropi.jpgSe Mazzaropi representava mesmo os personagens da vida “real”, é discutível, mas indiscutível era sua capacidade de se comunicar com seu público.

  • Réquiem para a reforma agrária

    Sem novos índices, não há mais fazendas improdutivas nas regiões efetivamente ocupadas pela exploração agropecuária e florestal. Mas o agronegócio, que é previdente, não quer ficar na mão de governo algum e apresentou o projeto de lei aprovado na semana passada em virtude de um "cochilo" da bancada governista. Se o Lula sancioná-lo, a reforma agrária, que já está agonizante, morrerá de vez, pois o projeto aprovado exige que a atualização dos índices seja feita periodicamente por uma lei do Congresso – garantia de que jamais uma atualização verdadeira será aprovada.

  • Citações roubadas

    entre_aspas.jpgDesisti dessa pretensão de dizer o que ninguém disse antes. De fazer a abordagem que não deixasse margem à dúvida de que eu (este eu que é meu!) penso por conta própria.

  • Teorias em subversão

    ilus_monstro_cabecas_kipper.jpgA solução momentânea de intervenção direta do Estado, mesmo subvertendo as teorias do liberalismo e do neoliberalismo, será sempre um paliativo.

  • Meu irmão

    amigos.jpgTonico viveu despojadamente. Deixasse-o à solta, tudo distribuía: sorrisos, cigarros, presentes que recebia. E, sobretudo, ensinou-nos a amar, pois todo ele era afeto.

  • Michael Jackson: um ser de faz de conta

    homem_interrogacao.jpgParece-me um tanto preocupante essa idolatria de um astro irreal, que não pisa no chão e dança lunaticamente. E propõe um modelo de humanidade que não possui consistência e carece de realidade.