Edição 653

  • Profundidade da crise coloca desafios cruciais para a classe trabalhadora

    vacasmagras.jpgChegamos quase à metade do ano e já inundam a grande imprensa notícias dando conta de uma incipiente saída da crise, tendo em vista a melhora da balança comercial, entre outros.

  • Poupança: falsa questão

    cofrinho.jpgO governo perdeu mais uma oportunidade de enfrentaro principal problema macroeconômico do país, que é o brutal e permanente processo de endividamento público.

  • Petrobrás: o cacoete neoliberal

    petrobras.jpgA Petrobrás está em 4º entre as 200 empresas do planeta. Por que seria retrocesso o governo dá-la o controle do pré-sal, se foi ela quem investiu e correu todos os riscos?

  • Piratas, ontem e hoje

    piratas_somalis.jpgOs "piratas" somalianos são pescadores afetados em seus direitos e em busca de alguma compensação frente ao saque e à contaminação de suas águas por nações européias.

  • Missão de paz

    ft_bento16.jpgEm pleno território palestino, Bento 16 proclamou sem rodeios a urgência da criação de um Estado palestino, com fronteiras reconhecidas internacionalmente.

  • A herança maldita de George W. Bush

    bushnero.jpgFechar a passagem dos talibãs afegãos para o Paquistão e reprimir o crescimento dos seus aliados, os movimentos islâmicos terroristas, torna-se absolutamente imperativo.

  • A causa do negro

    O atual sistema de "quotas" – com todos seus inconvenientes e limitações – ainda é o único meio prático que se encontrou para colocar pelo menos uma minoria da população negra em condições de superar a pobreza e de liderar intelectualmente seu povo. Mas, atenção! O programa só funcionará se ficar claro tratar-se de um paliativo - medidas parciais que não estancam a máquina de fabricar pobreza. Pior: o sistema de "quotas" não assegura que o jovem negro premiado com a oportunidade de superar a barreira da pobreza e da discriminação se torne um lutador da causa da sua gente. Isoladamente, o programa tende mais à cooptação dessa parcela da população negra.

  • Em defesa do financiamento público de campanha

    banqueiro.jpgO "mercado" do financiamento eleitoral é amplamente dominado por grandes corporações empresariais: banqueiros, empreiteiros e os novos barões do setor privatizado.

     
  • Governo reduz IR de rentistas e amplia injustiça tributária

    dinheirocortahomem.gifO governo garante a rolagem da dívida, mantendo os investidores nos fundos, e atende aos banqueiros, que jamais iriam querer uma massa de recursos aplicados na poupança.

  • Ditadura e anistia: a outra face da moeda

    ditadura.jpgNão são os políticos cassados, torturados e familiares de mortos que devem receber anistia. Quem deveria pedi-la são os verdadeiros criminosos: OS MILITARES, e não nossos heróis.

  • Tensão entre exclusão e inclusão da pessoa com deficiência

    zipersol.jpgÉ importante lutar pela igualdade quando a diferença nos inferioriza, mas temos que lutar pelo direito à diferença quando a igualdade nos descaracteriza.

  • Reforma tributária, para ser legítima, precisa viabilizar distribuição de renda

    dinheirohomensapoiados.jpgO conjunto de recursos fiscais com que contaria a política social para dar um salto de quantidade e qualidade é crucial. Aguarda-se uma proposta de reforma tributária enfrente esta discussão.

  • Internet: projeto de lei que tramita na Câmara fere direitos fundamentais

    computador_monstro.jpgEntenda, passo a passo, ou artigo por artigo, os maiores problemas do AI-5 Digital. Assim, se você ainda não entendeu o porquê deste "apelido", vai entender agora.

  • Rebelo em verde, amarelo, branco, azul anil...

    ft_aldorebelo.jpgAldo Rebelo serviu-se de simples proposta de deputados paraguaios para publicar desbragada defesa da ação do Império, quando da destruição do Paraguai em 1864-1870.

  • Rimas em educação

    rima.jpgEducação em "ão" — saber dizer "não", lavar bem as mãos, repartir o pão, cuidado com o vão, limpar o chão, comer mais feijão, mais agrião, menos requeijão, prestar atenção...

  • Número de vereadores não deve ser aumentado

    brasil_crise.jpgEm que pese a campanha que vêm fazendo os vereadores profissionais que perderam a cadeira a partir de 2004, a escala já publicada pelas Cortes de Justiça deve ser cumprida.

  • Ciências sócio-econômicas x ciências da terra

    plantacao2.jpgÉ preciso que as ciências sejam capazes de estabelecer interconexões. Decididamente, a economia não pode ter mais a última palavra sobre o destino humano e do planeta.

  • Não basta querer

    ilus_mao_belindia.jpgA ultra-esquerda culpa os outros por sua própria incapacidade em apresentar uma real alternativa de esquerda, pretensamente capaz de mobilizar a classe trabalhadora.

  • O tempo da crise e o tempo da política

    relogio.jpgAmbos vão se cruzar em algum momento entre agora e outubro de 2010. Este cruzamento é que definirá a eleição e o tal cenário do Brasil "pós-Lula".

  • O debate sobre o PIB: "estamos fazendo a conta errada"

    pib_fib.jpg O PIB, tão indecentemente exibido na mídia, merece ser colocado no seu papel de ator coadjuvante. O objetivo é viver melhor; a economia é apenas um meio.