Edição 648

  • Exigir contrapartidas dos grandes captadores é a mudança primordial na área cultural

    maosapontando.jpgEm face da discussão de reformas na Lei Rouanet, de produção cultural, o Correio entrevistou Jorge Nunes, produtor cultural, com experiência na coordenação do CNPq. 

  • Vida, luta e martírio do sargento Manoel Raimundo Soares (1)

    soldado.jpgPrimeira das quatro partes de artigo a respeito do oficial paraense do Exército e as lutas, internas e externas às Forças Armadas, na instauração da ditadura no Brasil.

  • Os aleijados às avessas

    xilocidaderostos.gifO aleijado às avessas tem, na sua força, a sua fraqueza. Tem, na sua especial competência, a sua maior incompetência.

  • Causas e desfechos da crise (2): possíveis cenários

    dinheiro_montanha.jpgNa primeira parte deste artigo, foram discutidos os motivos e epílogos da crise. Agora, entram em debate cenários imaginados para depois da tempestade.

  • Vende-se: São Paulo

    sp_vendese.jpg É estarrecedor pensar que sua urbanização ficará à mercê dos ditames do mercado, cujo único interesse para com as populações que deveriam ser assistidas é vê-las cada vez mais longe.

  • O discurso eleitoral

    Para ser eficaz, o trabalho de conscientização precisa preceder qualquer mobilização eleitoral, porque a massa está culturalmente predisposta a escutar o discurso dos candidatos como uma das artimanhas "deles" para ganhar o seu voto e traí-lo em seguida. Por esse motivo, a participação eleitoral da esquerda constitui um elemento subordinado na sua estratégia de construção da revolução brasileira. A palavra chave nesse contexto é "frontalmente". Sutilezas não entram na cabeça do homem-massa.

  • O grande circo de Londres

    mundo_explodindo.jpgReformar para que, com que objetivo? Ao se desviar do tema, ficou estabelecido que o objetivo das reformas não seria outro, senão o de voltar à situação anterior à da crise.

  • O projeto JK

    ft_juscelino_kub.jpgSe há algo a aproveitar do período juscelinista, foi a decisão política de realizar o desenvolvimento utilizando o Estado para empurrar a burguesia.

  • Fome e exclusão social

    prato_vazio.jpgA globalização estabeleceu parâmetros que nivelam tudo e todos. Assim, o alimento não pôde fugir a tal regra. Obviamente, o alimento é universal e geral.

  • Um povo monitorado pela agenda do capital

    urna_eletronica_mercado.jpgBasta dar uma passada de vistas pela matéria e perceber que são "pesquisados" aqueles e aquelas candidatos ou candidatas que a própria mídia vem colocando para o povo o tempo todo.