Edição 588

  • Cartão de Crédito

    binoculoscolor.jpgAinda não se sabe se conseguiremos desenrolar o poderoso novelo da corrupção sistêmica. Por enquanto, na confusão geral, os inimigos de Cazuza continuam no poder.

     

     

  • Os candidatos à Casa Branca e a política internacional (2): Iraque

    eua estatua arma.gifEmbora os pré-candidatos do Partido Republicano defendam a guerra do Iraque e os democratas a ataquem vigorosamente, as posições deles divergem muito mais nas palavras do que na realidade.

     

  • De cartões, investimentos, juros e “superávits”

    brcarroca.jpgPara que nossa esperança não morra de vez, é fundamental que nosso povo saia do seu marasmo e entre na luta com os setores que insistem em “não deixar a peteca cair”.
  • Carnaval de papel

    seloperisse.gifConheço o carnaval de outros carnavais. Sem nostalgia e sem revolta, esperei a Quarta-Feira de Cinzas para queimar os papéis de que não preciso mais.
  • Cartão corporativo e “mídia esgoto”

    dinheirofantasma.jpgO que menos vale é a informação imparcial e a justa fiscalização do poder público. O objetivo não é denunciar os abusos, mas sim fortalecer a oposição de direita. Altamiro Borges.
  • Novas teorias e novas práticas

    Os projetos de transposição do rio São Francisco; de privatização das terras devolutas do Pontal do Paranapanema; de ocupação do cerrado com a soja; e de exploração "racional" da floresta fazem parte dessa nova estratégia de acumulação de capital nos pólos centrais do sistema capitalista. Os movimentos populares do campo precisam urgentemente tomar consciência dessa nova realidade.

  • Brasil, campeão

    dinheirohomensapoiados.jpgConsiderada a insuficiência da ação estatal em retribuir ao povo o que obteve a título de tributos, somos campeões no campo da carga tributária. Conquista de triste campeonato.

  • Rodovias na floresta

    cocos.jpg O asfaltamento é uma garantia para que se possa desmatar e escoar durante o ano todo, competitivamente, a madeira retirada, a carne e a soja. Rodolfo Salm.

  • Crise mundial já reforçou o conservadorismo e o estrangulamento social

    economia

    A crise econômica já começou. Sua duração e gravidade são outra coisa. E não é novidade que, em crises na economia capitalista, a conta costuma ser destinada aos trabalhadores.

  • Eleições no Paraguai e miopia da imprensa brasileira

    brnavioluneta.jpgDesde algum tempo, a imprensa brasileira vem dando ampla cobertura ao processo eleitoral dos EUA. Em contrapartida, o que sabe o povo brasileiro sobre o processo eleitoral do vizinho Paraguai?. Pe. Alfredo J. Gonçalves.

  • É hora de acusar alguém

    maosapontando.jpgÉ hora de exigir que o agronegócio, que jamais deixou de exercer pressão sobre a floresta, assuma responsabilidades públicas para evitar a destruição do maior patrimônio ambiental do país. Maurício Thuswohl.

  • Escolher a vida

    jesusborboleta.jpgPretendendo ser livres, estamos cada vez mais escravizados: as nossas paixões, nossos desejos e gostos imediatos, nossas compulsões várias, sexuais, consumistas. Maria Clara Lucchetti Bingemer.

  • AA, BBB, CVV: a audiência sobe e a sociedade perde

    burrotv.jpgPodemos mudar de canal, tomar atitudes. As grandes empresas idem. Daqui a pouco, elas estarão também no “paredão” de uma sociedade que não se vê apenas no BBB, mas no MST, na CNBB, na OAB. Paulo Henrique Lima de Oliveira.

  • Reforma tributária e luta de classes

    dinheirocorpomulher.jpgO sistema tributário brasileiro é dos mais injustos do planeta. “O assustador é que 70% dos impostos incidem sobre o consumo e apenas 30% sobre o patrimônio”. Altamiro Borges.

  • Chile: êxito ou malogro do neoliberalismo?

    bandeira chile.jpgO país apenas confirma, por intermédio de outra vestimenta, os mesmos males socioeconômicos da região, em vigor há muitas gerações.

  • Labirintos

    ilushomemlunetaespelho.jpgOs espelhos movediços do labirinto refletem a dádiva de Momo; advertem que são apenas uns poucos dias. Depois, sem máscara e fantasia, a realidade coloca cada um em seu devido lugar.
  • O Brasil e a aversão ao risco

    no_consumismo.jpgAlguns analistas saudaram a decisão do Banco Central do Brasil de manter inalterada a alta taxa de juros. No entanto, a aversão ao risco deveria ter levado o BC a reduzir os juros.