Edição 559

  • Bush corrige a pontaria (4): o Irã

    IrãO presidente sabe que o governo xiita iraquiano, hoje seu aliado a contragosto, uma vez livre, vai se voltar para o governo xiita iraniano.
  • Educando a babá eletrônica

    TVO governo federal acaba de publicar novas regras classificatórias e indicativas para os programas de TV, tomando a idade como critério e por base cenas de sexo e violência. Por Inês do Amaral Büschel.
  • Rumos da reforma política

    reformasÉ forçoso constatar que o atual Congresso se enredou de tal modo na discussão desta reforma que, sozinho, já não consegue sair dos impasses que foi criando. D. Demétrio Valentini.
  • O avião da TAM e o subdesenvolvimento

    AviaçãoNo mundo dos brancos, predomina a ausência das regras que caracterizariam um ambiente competitivo. No mundo dos pobres, explicita-se a falta de organicidade do tecido social.
  • Como sair da crise do transporte aéreo

    Onde encontrar um espaço próximo sem os problemas de aglomeração urbana para se construir um novo aeroporto em São Paulo? Qual será o custo real (e não o fictício anunciado pelo governo) da construção? A Grande São Paulo suportará mais um enorme impacto de destruição ambiental? Quais os custos econômicos e sociais disso tudo para o país?
  • Reforma política radical

    Reforma PolíticaPara mudar o legislativo desqualificado é necessário atrair às disputas eleitorais homens e mulheres idealistas, detentores de inequívoca vontade de servir à coletividade. Por Léo de Almeida Neves.
  • A tragédia e o seu ambiente

    AviaçãoOs governantes, todos, fazem cara de paisagem e operam sobre o fato consumado. No fragor das tragédias, simulam providências. Não governam, são governados. Prisioneiros da ótica privada, eles se afastam da ética pública.
  • Perversão continuada

    CPMFA sustentação das negociações na Câmara para a aprovação da CPMF dá-se no ambiente galináceo, a partir do seu poleiro, com contaminação do material que lá se sedimenta.
  • Réquiem para o rio Madeira

    Rio MadeiraVale a pena e é necessário correr o risco? A resposta é simples, não, e aqui vale a pena estender-se, já que a imperiosa necessidade da produção de energia para evitarmos um apagão parece ser a principal chantagem. Por Rogério Grassetto Teixeira da Cunha.
  • Necrocombustíveis

    CanavialA produção de cana é conhecida pela superexploração do trabalho, destruição do meio ambiente e apropriação indevida de recursos públicos.
  • Colecionador de palavras

    Ler, pensar, escreverO colecionador típico está sempre atento, de olhos abertos, farejando oportunidades para alimentar sua paixão.
  • Pan do Rio: pandemônio (1)

    Pan 2007É lamentável que os representantes do poder público tenham continuado a liberar dinheiro sem questionar os gastos. Por Rafael Fortes.
  • Pan não deixará legado algum ao Rio de Janeiro

    190707_arena_pan_wilson_dias_abr.jpg
    Arena Olímpica do Rio deverá passar para iniciativa privada (Foto: Wilson Dias/ABr)
  • Vaias e explicações

    BrasilHá algum tempo, o governo e o PT vinham sendo alertados, não por inimigos, mas por amigos, de que as classes médias sentem-se desamparadas e espoliadas.
  • Os dados do censo e a real vida do povo

    DesigualdadeEstamos sendo nivelados por baixo, gota a gota, até que a maioria da população seja jogada no fundo do poço da miséria e da amargura.
  • Granier não viu o 'Livro Branco sobre a RCTV'? (1)

    MídiaTal alarde da mídia, questionando o direito legal de um Estado soberano, pode funcionar como uma tentativa de intimidação para evitar a não renovação de outras concessões. Artigo de José Carlos Moutinho.
  • Sarney e sua democracia

    PolíticosSarney não precisava ir até o Paraguai para buscar exemplos de autoritarismo e ditadura. Bastava utilizar a sua própria história.
  • Anne Frank ou a escrita que constrói a paz

    BirkenauLer o diário dessa menina que não se rendeu ao desespero e à dor pode certamente trazer enorme benefício aos jovens brasileiros. Maria Clara Lucchetti Bingemer.
  • Reduzir a idade penal não é solução

    xadrezcortado.jpgA violência dos dias atuais não tem raízes na afirmação dos direitos das crianças e dos adolescentes, mas em causas relacionadas à cultura da violência arraigada na sociedade brasileira. Artigo de Osvaldo Russo.
  • Jóias da família

    eua bandeira costela.gifO documento recém-divulgado pela CIA comprova o que todos já sabiam: o governo dos EUA deu apoio político, bélico e material ao golpe militar de 1964.
  • Ratzinger, Boff e a 'Igreja de Cristo'

    JesusO texto Conciliar é um só, mas sua interpretação é subordinada à correlação de forças que se movimentam no interior da Igreja Católica. Lucelmo Lacerda.
  • O PSOL move a política brasileira?

    PolíticaOs socialistas do PSOL acreditam que o governo Lula é tão neoliberal quanto o de Cardoso, mas não conseguem provar a tese para o povão.
  • A não declarada Política Nacional de Meio Ambiente (2)

    Meio AmbienteNeste segundo manuscrito, discutem-se o impacto da produção do álcool, os transgênicos e a posição do Grupo dos Cinco sobre concessões em detrimento do crescimento econômico. Por Marcelo Pompêo.

  • Movimentos pró-reforma agrária repensam relação com governo federal

    INCRA
    Funcionários do INCRA durante manifestações no mês de abril: reforma agrária
    lenta no segundo mandato de Lula (Valter Campanato/Abr)
  • Luiz Roberto Lopez: uma presença insubstituível

    AcademiaLopez materializou como poucos a função do intelectual marxista, em seu domínio de intervenção, através do estudo sério e permanente da sociedade. Artigo de Mário Maestri.
  • A razão última da transposição

    BrasilÉ inaceitável mistificar o projeto da transposição em nome da sede humana, quando seu interesse é abertamente econômico. Roberto Malvezzi.
  • Brasileiro: profissão esperança

    brasilmicroscopio.jpgAo longo da história recente, o brasileiro fez jus à profissão esperança, que soube abraçar de uma forma tão irrefletida quanto sincera. Por Luiz Kurban Abrahão.
  • TV Globo enquadra o governo Lula

    TVA batalha da classificação indicativa foi dura e o povo nem teve chance de conhecer a sua real dimensão, já que ficou exposto à execrável manipulação da mídia. Altamiro Borges.