Edição 552

  • O dilema de José Serra

    José SerraOs já famosos decretos de Serra demoraram um pouco para repercutir, em meio às férias acadêmicas, mas, quando foram compreendidos por professores, estudantes, funcionários e até pelos perplexos reitores, a revolta rapidamente se instalou.
  • Sem regulamentação na Constituição, autonomia universitária continuará refém dos Executivos

    USP
    Estudantes ocupam a reitoria da USP (Foto: Mateus Alves)
  • Por que é preciso malhar Chávez?

    Não há reforma política mais necessária em toda a América Latina do que a quebra do monopólio das principais televisões, todas ligadas aos interesses do grande capital nacional e estrangeiro. Esses poderosíssimos veículos de comunicação, além de desinformarem a população e de promoverem a penetração dos anti-valores e da amoralidade da indústria cultural norte-americana em nossos países, constituem uma devastadora arma de destruição de imagem, a serviço das classes dominantes.
  • Etanol pode levar a uma devastação incomensurável

    PalmeiraO Correio publica a entrevista que o colunista do Correio, Rodolfo Salm, concedeu ao estudante de jornalismo Fernando Saker, a respeito dos biocombustíveis.
  • Povo de rua

    CidadeO regime legal protetivo das pessoas em situação de rua de São Paulo prevê que os serviços e programas incluirão desde ações emergenciais até atenções de caráter promocional permanente.
  • Duas notas sobre a greve da USP

    EducaçãoÉ esta a conjuntura criada: o impasse causado pela ocupação da reitoria gerou um trunfo para os grevistas, que tem se traduzido em concessões, parciais mas crescentes, da reitoria e do governo.
  • Cobaias humanas: uma tragédia africana

    RemédiosPara cada teste de cada droga nova, são necessários cerca de quatro mil voluntários. O problema é que pouco mais de um entre vinte norte-americanos aceitam participar. O mesmo não acontece na África e na Ásia.
  • A Polícia Federal e "os intocáveis"

    PFGraças à Polícia Federal, à imparcialidade do Ministério Público e ao sigilo das investigações, tubarões têm caído na rede. Pena que as nossas leis sejam tão frouxas e o Judiciário cheio de dedos para puni-los.
  • Fim da RCTV acua a mídia golpista

    Hugo ChávezPara os que não se iludem com a ditadura da mídia e nem se deixam intimidar com os falsos apelos sobre a “liberdade de imprensa”, o fim da concessão da RCTV é uma vitória da democracia. Altamiro Borges.
  • PAC, o Brasil que nunca muda

    binoculoscolor.jpgDo ponto de vista qualitativo, as obras do PAC em nada diferem das obras propostas por FHC, grande parte das quais sequer saiu do papel. Por Roberto Malvezzi.
  • "Omertà"

    CorrupçãoQuando os organismos do Estado prestam reverência ao deus mercado, não dá outra. Os escalões intermediários fazem negócios e a cumplicidade dos altos escalões abafa qualquer tentativa de investigação.
  • Che, militante da justiça

    Che Guevara Em plena onda neoliberal que assola o planeta, a figura de Guevara emerge como alento de esperança e exemplo a todos que acreditam que enquanto houver uma só pessoa faminta, oprimida, excluída, é preciso seguir lutando.
  • Defesa da nação

    BrasilA legislação tributária existente compromete a sobrevivência da nação brasileira, ao sacrificar o nosso povo e as nossas empresas. É preciso mudá-la e pô-la a serviço do interesse nacional.
  • Reforma agrária é demanda atual e exige a massificação da luta popular

    MST
    Militantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST)
  • País agrário industrial

    Brasil A lógica capitalista impôs à industrialização e à modernização agrícola um processo em que alguns setores recebiam fluxos mais intensos de investimentos, enquanto outros eram abandonados.
  • Rumsfeld: o legado político pairante

    BushNa visão de Rumsfeld, faltaria a agilidade necessária ao Executivo para adequar-se corretamente perante os novos desafios. A delimitação estabelecida entre o Departamento de Defesa e o de Estado seria assaz burocrática.
  • Você é branco ou augusto?

    PerisséEssa dupla, branco e augusto, pode ajudar a entender as relações sociais, e que papel cada um representa nesse cotidiano mais cotidiano, ao qual os artistas têm às vezes mais acesso do que os cientistas.
  • Agricultura democrática e sustentável

    semterrapedra.jpgQuatro obstáculos, entre outros, de naturezas normativa, legal e constitucional, precisam ser superados para a construção de novo modelo agrário. Oswaldo Russo.
  • Recado dos protestos de 23 de maio

    mobilização socialO êxito da jornada unitária não elimina os problemas ainda existentes. Ela serviu para acumular forças, mas indica que persistem dificuldades para mobilizações mais massivas das bases sociais. Altamiro Borges.
  • Carbonara sí! Paçoca, não!

    consumismoO restaurante – lugar público –, sobretudo quando se declarar especializado em uma tradição culinária, tem de tratar com respeito a produção e a tradição que promete seguir.  Florense Carboni.