Edição 543

  • Greve nos setores essenciais: sim ou não?

    Cabe à opinião pública não se deixar enganar e exigir do ministro e do presidente Lula - eleito em nome da classe trabalhadora – que, antes de jogarem o ônus da sua incompetência administrativa sobre as costas dos servidores, cumpram com suas obrigações, investindo o dinheiro do povo nos serviços em que o Estado tem dever constitucional de aplicar, pois para isso é arrecadado.

  • Desculpe (3)

    Por alguma cumplicidade da situação, em pouco tempo eu conversava com ele como se fosse meu confessor – ou meu barbeiro, já que não tenho um. E ele então, no papel do sacristão, entregava tudo nas mãos de Deus.
  • Abre-se perspectiva de união da esquerda contra acirramento conservador

    Encontro Nacional
    A esquerda novamente unida? (Foto: Kit Gaion)
  • Ensino religioso nas escolas

    A escola  pública é, à imagem e semelhança do Estado brasileiro, intrinsecamente laica.  Não tem o direito de privilegiar esta ou aquela denominação religiosa.
  • O Gaúcho e seu Avesso

    Ao contrário dos pampas platenses, o Rio Grande possuiu economia e sociedade fortemente apoiadas no trabalho escravizado. Realidade negada ou minimizada pelos intelectuais orgânicos da sociedade liberal-pastoril. Por Mário Maestri.

     
  • As eleições francesas - um panorama sombrio

    Os dois favoritos para a disputa de 22 de abril defendem o neoliberalismo e vão implementar políticas externas mais afinadas com os Estados Unidos. Artigo de Miguel Urbano Rodrigues.

  • As Águas de Marte

    O reconhecimento da água como “direito fundamental da pessoa humana” continua embargado pelo governo, certamente atendendo a pedidos dos setores privados interessados no negócio da água.

  • Bush, Lula e a embriaguez do etanol

    O “império do mal” procurou disfarçar o caráter político  da visita de George W. Bush à América Latina  através do “pacote de assistência” aos pobrecitos da região e dos acordos sobre os chamados “biocombustíveis”. Mas só enganou os inocentes. Por Altamiro Borges.
  • Viabilização do sonho

    Em realidade, dada a vastidão do nosso território, as peculiaridades do universo de contribuintes e as características das administrações tributárias estaduais, a arrecadação do imposto só é segura, nas vendas interestaduais, quando feita na origem.

  • Responsabilizar menores?

    É certo que alguns delitos gravíssimos têm sido cometidos por adolescentes. Entretanto, em números globais, os crimes praticados por menores de 18 anos representam 10% do total.

  • Pacote Ecológico de Crescimento (4): Energia Elétrica

    Uma outra fonte de energia renovável é a produção de biogás, o qual contém metano (um parente do gás de botijão) em sua composição e pode ser utilizado diretamente para queima ou indiretamente, alimentando geradores de energia elétrica.

  • Os heróis de Lula não morreram de overdose

    Quando dava a impressão, após a visita de Bush, que estava esgotada a cota de barbaridades para o 1º trimestre do ano, quando, até pelo instinto humano de não desejarmos ver tantas más notícias em tão pouco tempo, ou por acreditarmos que nada pode ficar mais indecente do que já está, eis que, em uma mesma semana, em um espaço breve de três dias, Lula declara os usineiros como heróis mundiais e reabilita Collor de Melo.

  • Parabéns pra quem?

    O Iraque possui as segundas maiores reservas mundiais de petróleo comprovadas, calculadas em 112 bilhões de barris, havendo mais 220 bilhões previstas. Esse tesouro das mil e uma noites está indo para as “big five” do mundo do petróleo.

  • Zé do livro

    Camelô de livros baratos, Zé do Livro acredita na cultura, na ficção, na poesia, na ciência, nas idéias, nos índices e posfácios. É um idealista realista, porque livro é seu negócio, sua mercadoria, sua sobrevivência.
  • Um pouco além do "toma lá dá cá"

    Do ponto de vista do PT e de Lula, a equação está aberta e há dois cenários possíveis: o atual, em que Lula não pode concorrer à reeleição, e o de um grande sucesso na política governamental de acelerar o crescimento econômico, que poderia abrir caminho para o terceiro mandato.

  • O conceito de socialismo

    Sem definir com clareza o conteúdo e as bases materiais em que devem se assentar os valores do socialismo, corremos o risco de dançar em torno de utopias. E o socialismo pode ser tudo, menos utopia.

  • O papel do Senado e a questão federativa

    Ao acumular prerrogativas estranhas à sua função específica, o Senado viola, ao mesmo tempo, a representação proporcional e os princípios do federalismo democrático.
  • Um encontro que pode ser histórico

    Ninguém pode acusar as centrais sindicais, as organizações populares, os partidos de esquerda de imobilismo. Todos têm, aliás, agendas bastante carregadas. Acontece que cada uma delas organiza a "sua" agenda e a cumpre isoladamente.