0
0
0
s2sdefault

altObama e Romney brigaram para mostrar quem ama mais os israelenses. Cada um por sua vez enumerou os motivos que provavam ser seu amor maior e mais sólido. A segurança dos israelenses foi destacada como a grande questão do Oriente Médio.

0
0
0
s2sdefault

altContra certa afirmação capciosa de que ele foi bom para o povo, mas mal para a Venezuela, pois não aperfeiçoou as instituições públicas, parece discutível dissociar “povo” de “Venezuela”.

0
0
0
s2sdefault

altSuas idéias em política externa são bem conhecidas. É favorável ao reconhecimento da Palestina como país independente pela ONU; ao desbloqueio terrestre, aéreo e naval de Gaza; ao direito do Irã a um programa nuclear pacífico; a uma paz negociada na Síria; a modificações no acordo de paz com Israel.

 

0
0
0
s2sdefault

altÉ possível que Bibi queira recuperar-se, criando um clima de guerra iminente ou mesmo bombardeando o Irã, antes das eleições americanas de novembro, para desgosto de Obama.

0
0
0
s2sdefault

altNas eleições municipais da Margem Oeste, o presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, e seu partido, o Fatah, foram derrotados. Pesou contra Abbas e o Fatah uma série de fracassos.

 

0
0
0
s2sdefault

altDo fundo de uma penitenciária israelense, onde cumpre pena de prisão perpétua, Marwan Barghouti poderá, por fim, se fazer ouvir. Ele é, sem dúvida, o mais importante líder palestino, o único respeitado pelos rivais Hamas e Fatah.

 

0
0
0
s2sdefault

altCerca de 30 atuais e antigos soldados revelaram a forma violenta como crianças palestinas são rotineiramente tratadas durante as operações militares e prisões. São 850 relatos, publicados pela organização Breaking The Silence.

0
0
0
s2sdefault

altO Ocidente, implacável na condenação dos chefes nazistas e dos racistas sérvios, prefere olhar para as riquezas potenciais inexploradas de Mianmar. Para seu mercado de 55 milhões de consumidores. Para sua economia quase virgem.

0
0
0
s2sdefault

altNeste décimo primeiro aniversário da guerra do Afeganistão, todas as partes – EUA, OTAN, talibãs e governo afegão- só merecem pêsames.

 

0
0
0
s2sdefault

altCom a Rússia e a China bloqueando qualquer resolução contra o governo Assad, restarão dois caminhos para os EUA: ou unir-se aos países que desejam um acordo de paz, ou lançar a força militar da OTAN contra o governo.

0
0
0
s2sdefault

altAlguns analistas sustentam que Bibi vai esperar até setembro pela reunião da Assembléia Geral da ONU. Será um excelente momento para Obama anunciar ao mundo que cedeu e vai aceitar a linha vermelha de Israel como sua.

0
0
0
s2sdefault

altEle enfrenta 22 acusações de traição, das quais a mais grave é de “ajudar o inimigo”, cuja pena máxima é a morte. Os danos que, segundo as autoridades, ele teria causado aos EUA foram claramente exagerados, senão falsos.