0
0
0
s2sdefault
Políticos Quando essa gente de colarinho branco “dançar”, os tiranetes na ponta do varejo ficarão sem as armas modernas e sem a matéria-prima que alimenta o comércio cruel e “brilha” nas festas das altas rodas.
0
0
0
s2sdefault
PSOLTodos saíram do Congresso com alguma vitória a comemorar nas votações. O partido segue plural, com deve ser, e, ao mesmo tempo, empenhado na construção da unidade de ação que lhe possa conferir eficácia na luta política.
0
0
0
s2sdefault
dinheirocorpomulher.jpgEm todos os escândalos, nos anteriores, nos que estão em curso e nos que virão, vige a mesma marca: a micro-política que sustenta a macroeconomia da exclusão.
0
0
0
s2sdefault

Justiça

 

A notícia estarrece, mas ao mesmo tempo esclarece. Deu no jornal, Folha de São Paulo, de 30 de abril: “Magistrados levam parentes a evento pago pela FEBRABAN”, a poderosa federação que congrega os banqueiros da nossa sereníssima República.

0
0
0
s2sdefault
PolíticosQuando o fato consumado governa o governo, são os poderosos de turno que continuam mandando. O rato roeu a roupa da República. A reta razão recomenda retomar a rota da rua.
0
0
0
s2sdefault
PSOLOs socialistas libertários apostam na grande política, que discute projetos e mobiliza o cidadão. Querem acertar o passo com a dinâmica que, na América Latina, tem feito avançar a mobilização popular.
0
0
0
s2sdefault
Bento XVIEntre as qualidades do novo papa, versado na doutrina, a de maior realce é a sua condição de intelectual sofisticado. Um Maquiavel na condição de príncipe.
0
0
0
s2sdefault
Lavagem de dinheiroA corrupção no andar de cima e a violência nas ruas são duas faces da mesma moeda.  A miséria material do povo e a miséria moral dos poderosos produzem a prevalência dos podres poderes.
0
0
0
s2sdefault

reais.jpgO conceito de superávit primário foi inventado pela casta financeira para garantir o “meu pirão primeiro”. Com ele, cravaram uma gigantesca sanguessuga nas burras do Tesouro, através da qual privatizam, na fonte, parcelas cada vez maiores dos recursos públicos.

0
0
0
s2sdefault
CorrupçãoQuando os organismos do Estado prestam reverência ao deus mercado, não dá outra. Os escalões intermediários fazem negócios e a cumplicidade dos altos escalões abafa qualquer tentativa de investigação.
0
0
0
s2sdefault
dinheirocorpomulher.jpgAssim como na ditadura militar tudo passava pelos quartéis, no Brasil de hoje, um verdadeiro paraíso dos rentistas, tudo passa pela casta financeira.
0
0
0
s2sdefault
RumosÉ um suave deslocamento, coisa de milímetro, mas seu sentido é claro: o governo foi para a direita e o movimento pela mudança busca se recompor na bitola larga da mobilização cidadã.