0
0
0
s2sdefault

altDia 27 de maio de 2015 jamais sairá da memória do futebol. Pelo menos por um dia, vencemos. Agora vamos olhar os mercadores e seus meninos de recado com a fronte mais alta que nunca.

0
0
0
s2sdefault

altNão transmitimos jogos da Copa do Nordeste, das Séries B ou C com o devido tratamento. Mas há um punhado de times europeus que podem ter absolutamente todos os seus jogos assistidos. É pior do que temíamos: a tal “estrangeirização” do sentimento já é uma realidade.

0
0
0
s2sdefault

altSe é verdadeira a tese de que o país apodrece em todas as frentes institucionais, enquanto todos os caminhos são abertos para as inexoráveis rapinas do mercado, o esporte é só mais uma vítima da eterna promessa brasileira.

0
0
0
s2sdefault

altO próximo mandato presidencial terá o prazer (?) de promover a primeira Olimpíada em solo brasileiro e sul-americano, mas parece que ninguém se importou em rascunhar uma política nacional de esportes para o próximo período.

0
0
0
s2sdefault

altSerá muita pobreza se a imprensa enveredar pelo caminho fácil de criminalizar as torcidas organizadas através do episódio da Bombonera. Que foi uma bandidagem, qualquer um sabe. A serviço do que e de quem é que são elas.

0
0
0
s2sdefault

altCom otimismo, podemos dizer que a Copa América Alternativa é uma espécie de Fórum Social Mundial da pelota, a compartilhar visões e críticas em diversos campos da vida.

0
0
0
s2sdefault

altA essa altura, é fácil falar que tudo não passou de um lamentável embuste, golpe, assalto. Porém, segue necessário denunciar, dado que a Copa apenas inaugurou um novo modelo de negócio para o futebol brasileiro.

 

0
0
0
s2sdefault

altEstá na moda, mas não nos interessa nem um pouco promover um linchamento público ao Grêmio ou à garota, até porque se tem alguém que tem tudo pra aprender algo é ela mesma, enquanto muita gente esperta continuará em silêncio.

0
0
0
s2sdefault

altNão se trata mais de debater se temos de voltar ao mata-mata ou ficar na atual fórmula. Trata-se de algo mais primordial: ter um campeonato em que todas as rodadas, fases ou sei lá o quê sejam legais. Só isso.

0
0
0
s2sdefault

altO horizonte só pode ser o mesmo verificado aqui no Brasil. “Valorizar o produto”, transformá-lo num espetáculo sob medida para os consumistas de plantão e tentar aumentar os preços de tudo, dentro da capacidade de exploração econômica que cada país permitir.

0
0
0
s2sdefault

altEsse público passivo por 85 minutos é tudo que eles, da “modernização conservadora”, sonham. Entre contestar um tribunal ridículo, pelo direito de torcer como sempre, ou agredir torcedores que contrariam a ordem de engravatados, ficam com a segunda posição.

0
0
0
s2sdefault

altAprecio profundamente as vitórias das equipes consideradas menores ou tecnicamente inferiores. Porém, é impossível não relacionar as quedas de Fluminense, São Paulo e Internacional na Copa do Brasil ao momento do futebol brasileiro.