0
0
0
s2sdefault

MundoVivemos sob o paradoxo de popularizar e, ao mesmo tempo, deparar-nos com hediondas violações dos direitos humanos.

0
0
0
s2sdefault

2008Não somos trilobitas, e sim humanos, dotados da capacidade de imprimir ao tempo caráter histórico e, à história, sentido. O réveillon é, pois, um rito de passagem.

0
0
0
s2sdefault

JesusBasta olhar em volta e indagar-nos que importância damos aos atuais “nazarenos”: sem-terra e sem-teto, oprimidos e encarcerados. 

0
0
0
s2sdefault
DeficientesA aprovação de um estatuto específico seria um retrocesso, transformaria deficientes em uma diferenciada categoria de cidadão brasileiro.
0
0
0
s2sdefault

BrasilFrente ao aquecimento global, é preciso obrigar o governo a preservar a Amazônia e pensar o país não em termos de crescimento do PIB e sim do IDH.

0
0
0
s2sdefault

NatalNo corpo da notícia: “Moça de Nazaré, engravidada por carpinteiro, teve parto em pleno pasto. A criança é do sexo masculino”. 

0
0
0
s2sdefault

CrimeO mais grave é a polícia e o cidadão, céticos frente aos recursos legais, adotarem o mesmo procedimento dos bandidos.

0
0
0
s2sdefault
igualdadecolorida.gifTodas as crianças são convencidas de que, entregue nas mãos delas, o mundo seria bem melhor, pois nenhuma delas suporta ver o semelhante com fome, na miséria ou vítima de guerras.
0
0
0
s2sdefault

Eleições Este novo ano convergirá para as eleições municipais. Vai rachar na base citadina a coalizão articulada nas lúlicas altitudes do Planalto.

0
0
0
s2sdefault

 A deterioração dos cadáveres atraiu urubus e afastou viventes. Suspenderam-se as aulas da escola nova, vizinha ao mercado.

0
0
0
s2sdefault

SecaFalta o governo federal dar mais apoio à ASA, para que se possa atingir a meta de construir 1 milhão de cisternas e favorecer 5 milhões de pessoas.

0
0
0
s2sdefault
JornalO jornal é a Bíblia do homem moderno. É como o livro sagrado, contém notícias apocalípticas e redentoras.