0
0
0
s2sdefault

FlorestaNão dá pra crer que a solução para a Amazônia passa pela concessão de florestas públicas e por manejos florestais. Danilo Pretti Di Giorgi.

 

0
0
0
s2sdefault

brnavioluneta.jpgA palavra “moderno” é repetida incontáveis vezes em reportagem da revista Exame, sempre associada à proliferação de automóveis, à explosão do consumo e ao inchaço das cidades.

0
0
0
s2sdefault

quebracabeca.jpgVendo todos aqueles cuidados com animais e refletindo sobre a realidade de grande parcela da população do nosso país, veio-me à mente uma idéia totalmente absurda: criação confinada de gente.

0
0
0
s2sdefault

terraesquentando.jpgDiria que a maioria das queimadas é ilegal, feita sem os devidos cuidados ou desrespeitando ainda a manutenção das áreas de Reserva Legal. Por Rogério Grassetto Teixeira da Cunha.

0
0
0
s2sdefault

IndígenasA base de pesquisas do Pinkaití, na Terra Kayapó, que imaginamos poderia divulgar a importância das terras indígenas e da conservação, está semi-esquecida. Rodolfo Salm.

 

0
0
0
s2sdefault
IndígenaDada a importância das terras indígenas para a floresta amazônica, o suporte da cultura de cocos é defensável para a conservação da biodiversidade. Rodolfo Salm.
0
0
0
s2sdefault
ReciclarLixo reciclável gera trabalho e renda para a parcela mais carente da população. É dinheiro indo, literalmente, para o lixo.
0
0
0
s2sdefault
ÍndioTerão os povos da floresta propostas originais e novas respostas para o grande desafio da humanidade? Danilo Pretti Di Giorgi.
0
0
0
s2sdefault
FlorestaO que se tem na prática é uma redução permanente da Reserva Legal da Amazônia de 80% para 50%. Rogério Grassetto Teixeira da Cunha.
0
0
0
s2sdefault
indio.jpgApesar de ter sido a favor da demarcação em área contínua de Raposa Serra do Sol em seu desenho inicial, gostaria que este processo fosse feito com mais vagar e cautela.

 

0
0
0
s2sdefault
AmazôniaDigo que a floresta amazônica foi atacada no telejornal pois é só assim que se pode definir a artimanha de substituir “exploração” por “proteção”.
0
0
0
s2sdefault

terraesquentando.jpg “Entender a natureza não é o suficiente. Cientistas também têm a obrigação moral de ajudar a salvar o que eles estudam”. Por Rodolfo Salm.