MST inaugura escola com curso técnico de agroecologia em Sobradinho (BA)

0
0
0
s2sdefault

 

 

A simbologia da resistência e conquista coletiva da terra esteve presente na noite desta última segunda-feira (21), durante a inauguração da Escola Estadual Chico Mendes, localizada no Pré-Assentamento Vale da Conquista, em Sobradinho, região norte da Bahia.


Crianças, jovens, adultos e idosos estiveram presentes na comemoração desta conquista, onde foram relembradas as diversas lutas realizadas em defesa da educação do campo e da construção da escola dentro da comunidade. Nesse sentido, inúmeras canções possibilitaram a cada trabalhador e trabalhadora Sem Terra refletirem sobre a importância das lutas populares para o conjunto da classe trabalhadora.


A Escola disponibilizará o curso Técnico em Agroecologia e Agropecuária, tendo cerca 40 estudantes pré-matriculados da própria comunidade, de localidades circunvizinhas e pequenos distritos da região.


O curso implantado foi concebido a partir do Programa Nacional de Integração da Educação Profissional com a Educação Básica na Modalidade de Educação de Jovens e Adultos (Proeja), tendo como perspectiva a proposta de integração da educação profissional à educação básica. Visa-se buscar a superação da oposição entre trabalho manual e intelectual, portanto, assume-se o trabalho na sua perspectiva criadora e não alienante.


Pensando nisso, Jovanildo de Jesus, da direção estadual do MST, destacou: “só o conhecimento liberta. Temos um contexto histórico de travamento das pautas em torno do fortalecimento e qualificação da educação do campo. Hoje, ocupamos esta escola com nossas foices e facões, iniciando as aulas para pressionar os órgãos competentes a agilizarem os processos burocráticos existentes”, afirmou.


Há quase um ano as obras de construção da escola foram finalizadas, porém, a estrutura estava ociosa, sem funcionamento. Foi a partir disso que o MST articulou junto a Secretaria de Educação do município de Sobradinho e o Centro Territorial de Educação Profissional (CETEP) o início das atividades, tendo em vista que o número de estudantes pré-matriculados estava caindo.


Com o apoio e a contribuição de diversas representações públicas da região, dentre elas o vereador Tiano Felix (PT), a secretária de educação Dulcilene Kastering e Dinoelma Moura, da coordenação geral CETEP, foi possível iniciar as aulas com um quadro de professores do próprio MST.


Tiano, em sua fala, afirmou que as atividades de construção da escola e a intervenção de instituições governamentais sinalizam que o Estado tem a educação como uma prioridade, mesmo diante da PEC 55, que pretende congelar os gastos da educação e outros serviços sociais em 20 anos.


“Aqui nós temos a certeza que a educação é o pilar do desenvolvimento, pois ao mudar a mente a gente muda o mundo, e o MST tem nos ensinado isso”, explicou o vereador.


Já Dinoelma, acredita que a iniciativa é importante, pois educação não é pensar no hoje, mas no futuro com o ideal de construir um mundo melhor.


A escola é a segunda da região a oferecer esse tipo de ensino profissionalizante e pretende atender cerca de 330 famílias que residem no pré-assentamento, mais os moradores de comunidades e município vizinhos. As aulas acontecerão de segunda à sexta, das 18:30 às 22 horas, até o recesso de dezembro. As atividades retornam em fevereiro de 2017.

 

Fonte: MST.

Para ajudar o Correio da Cidadania e a construção da mídia independente, você pode contribuir clicando abaixo.

Relacionados