Estudantes da UNIESP se acorrentam na faculdade contra fraude no FIES

0
0
0
s2sdefault



 

Desde 2011, a UNIESP engana estudantes prometendo cursos de graça em troca de "trabalho social" em ONGs.


Em protesto contra o calote do programa “A UNIESP PAGA”, três ex-alunos do Grupo Educacional UNIESP (União Nacional das Instituições de Ensino Superior Privadas) acabam de se acorrentar à secretaria central da faculdade, no centro de São Paulo. Eles exigem a presença do dono da instituição, o milionário Fernando Costa, e afirmam que só deixarão o local após a faculdade cumprir a promessa de pagar seus cursos.



Do lado de fora, dezenas de estudantes estão reunidos em apoio à ocupação. Eles afirmam que, enquanto suas reivindicações não forem atendidas, mais uma pessoa se acorrentará no prédio a cada hora.

Entenda o golpe: trabalho escravo e dívida

 

Com o programa “A UNIESP PAGA”, desde 2011 a faculdade atraía alunos dizendo que pagaria o valor dos cursos caso cumprissem 10h semanais de “trabalho social” em determinadas ONGs e Associações. Um ano depois de se formarem, os estudantes descobriam que foram enganados ao receberem cobranças de dívidas de até R$ 80 mil do FIES, programa de financiamento do governo federal.



Vítimas da mesma fraude, mais de cem ex-alunos se uniram para reivindicar o pagamento prometido pela UNIESP. Eles articulam uma ação coletiva na justiça para processar a faculdade. O ato de hoje é um alerta aos donos da faculdade: ou cumprem o que prometeram, ou a pressão só vai aumentar.



Acompanhe ao vivo: https://www.facebook.com/estudantesuniesplutando



Leia a notícia da Folha de S. Paulo.

Para ajudar o Correio da Cidadania e a construção da mídia independente, você pode contribuir clicando abaixo.

Relacionados