Correio da Cidadania

0
0
0
s2sdefault

Logo depois da posse, Obrador tomou decisões para encarar questões que pressionam a administração.

0
0
0
s2sdefault

Dois momentos de uma mesma revelação: de como é frágil o compromisso dos grupos dominantes do Brasil.

0
0
0
s2sdefault

O atrito com os EUA terminaria por ser superado, por razão diversa da origem do grave problema.

0
0
0
s2sdefault

A capacidade de inversão da realidade por parte da ultradireita impressiona.

0
0
0
s2sdefault

Espoliação de trabalhadores(as) e natureza também ameaça países mais ricos e já pode ser chamado de “fascismo corporativo”.

0
0
0
s2sdefault

Uma característica de qualquer momento revolucionário é o completo fracasso das categorias convencionais para descrever o que está acontecendo.

0
0
0
s2sdefault

Entre o apoio popular e as estruturas sistêmicas, o novo presidente mexicano terá enormes desafios.

0
0
0
s2sdefault

Dias antes do G-20, encontro das esquerdas em Buenos Aires ficou marcado pela autocomplacência das velhas lideranças.

0
0
0
s2sdefault

O que a perda de meu melhor amigo, que entregava comida em sua bicicleta, permite refletir sobre o trabalho uberizado.

0
0
0
s2sdefault

Tudo indica que teremos pela frente um Estado disposto a negar o princípio constitucional da laicidade.

0
0
0
s2sdefault

O capitalismo tirou-lhes direitos e conforto; a esquerda não oferece saídas. Suburbanos, empobrecidos e rebelados, param a França.

0
0
0
s2sdefault

A realidade política é sincrética, funde democracia eleitoral, fascistização e tecnocratização da estrutura societária.