topleft
topright
ISSN 1983-697X

Boletim Diário

Email:
Para assinar o boletim de
notícias preencha o
formulário abaixo:
Nome:

Brasil nas Ruas

Confira os artigos sobre manifestações e movimentos sociais no Brasil.

Arquivo - Artigos

Áudios

Correio da Cidadania, rádio Central 3 e Revista Vaidapé fazem “debate autônomo” sobre as eleições  

Leia mais...

Resenha

Corumbiara, caso enterrado

Imagem

  Corumbiara, caso enterrado, de João Peres, Editora Elefante, Ano 2015, 304 págs
Leia mais...
Image

Plinio de Arruda

MEMÓRIA

Confira os textos em homenagem a Plinio


Leia Mais

Plinio em Imagens



Confira a vida de Plínio


Charge


Imagem




Artigos por data

 Jan   February 2016   Mar
SMTWTFS
   1  2  3  4  5  6
  7  8  910111213
14151617181920
21222324252627
2829 
Julianna Walker Willis Technology

Links RSS

Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania

Áudios - Arquivo

Até quando a esquerda vai pagar por erros do lulismo?
ESCRITO POR Hamilton Octavio de Souza

Imagem
  A esquerda brasileira só conseguirá ressurgir com força e credibilidade social, com programas de transformação, com respaldo dos trabalhadores, quando os fantasmas do lulismo estiverem exorcizados, quando tivermos encerrado esse período de desagregação da nossa história política. Precisamos ter claro que em nome das forças progressistas e das esquerdas o lulismo e o petismo cometeram as maiores barbaridades, desde a política de alianças contrária ao programa partidário, o apoio ao projeto neoliberal, até o uso de métodos imorais historicamente execráveis pelas esquerdas.
2016: a agonia do modelo e suas consequências
ESCRITO POR Fernando Silva

Imagem
A resposta do governo Dilma não será nenhuma virada na política econômica, entre outras razões porque para continuar a esvaziar o impeachment a lógica é de mais concessões ao grande capital. Que ninguém se iluda com medidas ultrapontuais, como a não elevação da taxa de juros na última reunião do BC. Nem precisa, pois os patamares de arrocho já são altíssimos e contribuíram para os mais de 500 bilhões de reais acrescidos na dívida pública em 2015. Onde se verifica nitidamente o aprofundamento do ajuste é a retomada com força da reforma previdenciária.
Leia mais...
Brasil-Estados Unidos: a balança inicial desfavorável na primeira gestão Dilma
ESCRITO POR Virgílio Arraes

Imagem
Rousseff herdou do relacionamento comercial entre os dois um fardo: um biênio de déficit. Isto encerraria o período positivo dos anos 2000. Até o momento, apesar do baque econômico brasileiro, o que deveria desestimular as importações, o saldo continua bastante inclinado a favor dos norte-americanos.
Leia mais...
Uma nova São Paulo surge
ESCRITO POR Rafael Castilho

Imagem
Para nós, paulistanos, a rua era o espaço de trânsito que separa dois espaços privados. Os espaços privados são onde as pessoas de bem costumam ficar. Isso ainda persiste, mas está mudando. O carnaval de rua em Sampa é um belo exemplo. Pra essa galera que chega, São Paulo não deve continuar sendo a "Cidade do Progresso". Obcecada pelo trabalho, careta, reaça, carrancuda. As pessoas querem agora a cidade do bem estar social.
Leia mais...
O preço do petróleo e o sinal dos tempos
ESCRITO POR Felipe Coutinho

Imagem
Estamos diante de problemas sistêmicos e globais, mas sentimos seus reflexos localmente. As consequências podem ser agravadas, ou mitigadas, por conta de decisões políticas tomadas em nível nacional. É necessário garantir a propriedade do petróleo brasileiro e ficar com seu valor de uso. Agregar valor ao petróleo, na produção de derivados, petroquímicos e fertilizantes. Distribuir a riqueza, atender as necessidades dos brasileiros e erguer a infraestrutura para a produção das energias renováveis.
Leia mais...
Uma experiência de micropolítica territorial afetiva: o Círculo de Cidadania do Bairro de Fátima e Vizinhanças
ESCRITO POR Marcelo Castañeda

Imagem
Começou em março de 2015. No início era um vazio enorme decorrente da crise de representação e ausência de alternativas institucionais que tiveram nas eleições presidenciais de 2014 seu ápice. Não sabíamos o que aconteceria, mas tínhamos um ponto claro: queríamos realizar ações locais com as pessoas que moram e gostam do bairro a fim de promover cidadania, uma ideia bem vasta. A questão do engajamento é crucial para qualquer ação que se realiza atualmente. Para este ano de 2016, chegamos à conclusão de que precisamos ir além da realização de eventos.
Leia mais...
Há como evitar o caos?
ESCRITO POR Adriano Benayon

Imagem
Mas, e a verdadeira solução? Delfim Netto não a pode apontar. Membro de escol da pseudoelite, ele julga impensável alijar-se da “comunidade financeira internacional”, abrir mão dos ganhos fabulosos das aplicações financeiras, e aprova a globalização do sistema de poder mundial, deixando a economia produtiva sob o comando dos carteis transnacionais. Teorias sofisticadas, voltadas para conservar o império da oligarquia concentradora, como o keynesianismo, embora rotulado como progressista, são uma espécie de ópio de economistas, inclusive ditos de esquerda.
Leia mais...
Fórum Social Temático de Porto Alegre de 2016: uma avaliação possível
ESCRITO POR Chico Whitaker

Imagem
Terminado o Fórum Social Temático (FST) de 2016 em Porto Alegre, entramos na temporada das avaliações, cada uma necessariamente marcada pelas preocupações de quem as faça e pelo modo e o lugar de sua participação no evento. Estamos apostando no sucesso do próximo Fórum Social Mundial em Montreal, Canadá – o primeiro a se realizar no Hemisfério Norte - e estava em Porto Alegre toda uma delegação de seu coletivo facilitador. Esperemos que a falta do balanço não a impeça de ver os erros a evitar e de avançar a partir dos acertos.
Leia mais...
A paz sofre sanções dos Estados Unidos
ESCRITO POR Luiz Eça

Imagem
Já se ouviam os acordes finais anunciando o happy end do conflito nuclear iraniano. A Associação Internacional de Energia Atômica (AIEA) atestara que o Irã cumprira todas as suas obrigações com o acordo de paz. As “sanções para agradar amigos externos e inimigos internos” podem levar Khamenei a radicalizar o seu pragmatismo conservador. Eleito um parlamento majoritariamente conservador, o projeto liberal-reformista iria para o espaço. E assim também as esperanças de uma paz estável no Oriente Médio.
Leia mais...
Nova velha fórmula: qual o trajeto?
ESCRITO POR Raphael Sanz, da Redação

Imagem
A comunicação do trajeto é um mero subterfúgio. Esse comando claramente visa colocar a população contra a manifestação, numa atuação semipolitizada da polícia. Por outro lado, um grande setor da esquerda insiste em não compreender o MPL – e o novo movimento social. Mas, como dito por Lucio Gregori, a pauta do passe livre já conquistou seu lugar e conta com o apoio dos trabalhadores, que cada vez mais se dão conta de que de trinta em trinta centavos são eles mesmos quem sustentam mais este cartel empresarial, cujos lucros não sofrem variação negativa nem em tempos de crise.
Leia mais...
2016: espoliação brutal é saída do capital para impasse histórico
ESCRITO POR Gabriel Brito e Valéria Nader, da Redação

Imagem
Com cara de velho, começa o novo ano, com notícias pra lá de similares a janeiro de 2015: ministro ultraliberal na Fazenda e tarifaços pelo país. Pra não falar do processo de impeachment e desdobramentos da Operação Lava Jato, que prometem manter a letargia do país frente à crise geral de seu modelo de desenvolvimento. Ainda assim, novas janelas sempre se abrem quando as contradições se agudizam, como demonstra a juventude. Para tratar do que nos espera em 2016, o Correio da Cidadania entrevistou Ruy Braga.
Leia mais...

Política

A alma de Lula

Nildo Ouriques
04.02.2016 

Na PF, Lula negou qualquer relação com o empresário e menos ainda com qualquer de suas empresas. Creio que neste caso Lula diz a verdade. Afinal, qual o poder de um reles lobista diante de um sujeito que traz as multinacionais na alma?

Frades dominicanos na América Latina e os 800 anos da ordem

Frei Betto
02.02.2016 

Com a ditadura militar e o agravamento das condições sociais do povo brasileiro, somados à renovação da Igreja Católica suscitada pelo Concílio Vaticano II, os dominicanos assumiram, como prioridade missionária, a defesa dos direitos dos mais pobres e a conquista da liberdade democrática.

A luta contra o aumento das passagens em São Paulo: muito além de trinta centavos

Marcelo Castañeda
28.01.2016 

O prefeito em busca de sua reeleição considera que será tido como “menos pior” pelos que se enxergam como esquerda ou progressistas, em função do fechamento da Paulista aos domingos ou ciclovias. A postura conservadora ao tratar o MPL-SP lhe coloca na disputa pelos demais votos do eleitorado.

 

Festival de besteiras

Wladimir Pomar
21.01.2016 

Faz falta um Stanislaw Ponte Preta no cenário político atual. O besteirol está à solta, na imprensa, no Congresso e em outras plagas. Na verdade, escondem o ouro, para não mostrar a cara do bandido.

Luta contra aumento das passagens em SP mostra o que virá em 2016

Raphael Sanz, da Redação
20.01.2016 

Podemos começar falando sobre a cobertura da imprensa, ou sobre a violência policial. Sobre a forma como se organiza o movimento, ou sobre a tática black bloc. Ou até mesmo sobre a ausência de espaços de diálogo entre o poder público e a sociedade. O que temos de novo é o aprimoramento da repressão.

A irracionalidade por trás do aumento das passagens

Lúcio Gregori
19.01.2016 

Temos, pois, duas questões em jogo. Uma é de caráter estrutural, que demanda ações de políticos, e não de gestores ou gerentes, como se queira. A outra questão é de caráter comportamental político, que pressupõe, em uma real democracia, que haja interlocução permanente entre governantes e governados – algo que pouco se vê.

Manter as esperanças, sem tirar os pés do chão

Waldemar Rossi
07.01.2016 

A solução está, a meu ver, novamente nas mãos das gerações mais novas, porque estão imunes à influência nefasta dos meios de comunicação e da politicalha que vigora em larga escala neste “país tropical, abençoado por Deus?...”. Papel de destaque caberá também às entidades que não se deixam envolver pelo fanatismo político.

Conhecendo a essência da Constituição brasileira

Inês do Amaral Buschel
07.01.2016 

Diante disso, qual é a dificuldade de cidadãos(ãs) brasileiros(ãs) aprenderem a importância da Constituição Federal do seu país, e saberem um pouco sobre sua essência? Não se trata de ministrar um Curso de Direito Constitucional de nível universitário, obviamente.

Crise de 2015 inaugura impasse histórico no Brasil

Valéria Nader e Gabriel Brito, da Redação
23.12.2015 

2015 entrará na história como algo próximo de um ano que não existiu, nos mais diversos âmbitos, marcado por variados e regulares momentos de estupefação nacional. “Fim de ciclo” e “vazio político” foram algumas das tentativas de definir todo o corolário de crises .

 

Por que a esquerda tem mais razões do que a direita para ser a favor do impedimento de Dilma e da punição de Lula?

Reinaldo Gonçalves
23.12.2015 

A esquerda perdeu a aposta. Mais do que uma derrota, a opção Lula foi um grave erro estratégico. O processo de reconstrução da esquerda brasileira ainda não começou e será longo, muito longo (duas décadas, talvez). Esse artigo objetiva ser uma contribuição para esse processo.

“É hora de organizar o partido das lutas reais”

Alexandre Haubrich
23.12.2015 

Diante do encerramento de um ano conturbado, sob o signo de uma infinidade de crises, apressa-se uma análise geral de todo o complexo quadro político e a reflexão de suas causas. Para isso, publicamos a entrevista com Plínio de Arruda Sampaio Jr, economista e professor da Unicamp.

 

‘Belo Monte é muito criminoso, chocante e indignante’

Gabriel Brito e Paulo Silva Junior, da Redação
19.12.2015 

Antônia Melo, militante de longa data contra Belo Monte, acabou de perder sua casa para a truculência do Consórcio construtor e concedeu uma entrevista carregada de emoção ao Correio da Cidadania

Brasil nas Ruas

O levante começou e tem a cara de nosso tempo

Helena Silvestre
07.01.2016 

Não é do jeito que você queria, eu sei... Mas acredite, essa é a ascensão que você tanto esperava. É a classe trabalhadora quase fervilhando por baixo, nos bairros, nas fábricas, nas escolas. Contra os partidos da direita, mas também contra o PT.

As lutas dos estudantes secundaristas reabrem a perspectiva das Jornadas de Junho

Rodrigo Jurucê Gonçalves
07.01.2016 

Os capitalistas temem a ascensão popular e alguns já afirmam que esta será uma “década perdida”, como foi a dos anos 80. “Perdida” do ponto de vista do capital, porque para a classe trabalhadora abre-se a perspectiva da ousadia das lutas e (por que não?) da ousadia da vitória.

Ocupação nas escolas de São Paulo: uma experiência libertária

Guga Dorea
23.12.2015 

Vejamos o que disse uma estudante do Alves Cruz, onde estudam meus filhos: “ocupamos justamente porque o Alves Cruz não é uma escola modelo. E também não gosto que pensem que somos uma escola modelo”.

“Fernando Haddad é tão higienista quanto Gilberto Kassab”

Raphael Sanz, da Redação
16.12.2015 

A população de rua da cidade de São Paulo está estimada em cerca de 16 mil pessoas e nos atentamos ao que acontece especificamente na Avenida Radial Leste, debaixo dos viadutos Bresser e Alcântara Machado.

Para moradores de rua, “a constante é o desrespeito, a insensibilidade e a desumanização da cidade”

Gabriel Brito, da Redação
15.12.2015 

O centro da cidade de São Paulo é um dos melhores termômetros para se sentir as carências e desigualdades sociais que vivemos. E nesta entrevista falamos com uma das figuras que mais estende a mão a sem tetos, imigrantes, viciados, dentre outras pessoas em situação de vulnerabilidade: Padre Júlio Lancellotti.

A vitória parcial dos estudantes de SP é desdobramento autêntico das jornadas de junho

Raphael Sanz, da Redação
07.12.2015 

O verbo é “somar” – não “dirigir”. Quem se recusa a entender isso, simplesmente não compreendeu nada do que houve nas ruas de 2013 para cá.

Social

Declaração conjunta dos Prefeitos e do Papa (2)

Frei Marcos Sassatelli
05.02.2016 

Escravidão moderna e mudanças climáticas: o compromisso das cidades e de seus prefeitos.

O Brasil sem fome

Osvaldo Russo
03.02.2016 

Embora reconheça a importância do agronegócio e das commodities na balança comercial, mas a um alto custo socioambiental pelo uso intensivo de agrotóxicos e fertilizantes químicos, o melhor negócio para o Brasil e a alimentação saudável dos brasileiros é a agricultura familiar e camponesa.

Alimentobrás: a nova e necessária reforma agrária

Antonio Julio de Menezes Neto
27.01.2016 

Temos de disputar os meios de produção do agronegócio. Estatizá-los e torná-los públicas. Não é tão “impossível”, como alguns podem achar, considerando que a maiorias das terras do agronegócio pertence ao Estado. Se não totalmente, o Estado deve começar por algumas empresas e montar outras.

Anamorfose ou de frente ou de viés

Daniel Chutorianscy
26.01.2016 

Visto em qualquer perspectiva, de frente ou de viés, o que nós desejamos, ou melhor, queremos, sem anamorfismos: um país civilizado, justiça nas ações políticas, que nos livrem do colonialismo cultural, social, econômico, sem a ambivalência dessa visão dupla e paradoxal, e não uma ficção, um “me engana que eu gosto de desigualdades e privilégios”.

Economia

Consumidor pagará subsídio a Belo Monte

Lúcio Flávio Pinto
29.01.2016 

Finalmente, depois de tanto desmentir, o governo federal admitiu uma verdade que lhe é incômoda: a hidrelétrica de Belo Monte, a quarta maior do mundo, que já está em fase final de construção para começar a produzir energia neste ano, não é viável economicamente.

Atual planejamento energético serve a quem?

Paulo Metri
28.01.2016 

Note-se que decisões energéticas, tomadas sem planejamento democrático socialmente comprometido, estão tão arraigadas na nossa visão de mundo que poucos reclamam delas e um número menor ainda ouve as reclamações. Um bom início de trabalho para os políticos se recuperarem perante a opinião pública é reescrever os objetivos da política nacional de energia, substituindo o artigo 1º da lei 9.478.

 

A Lava Jato e a tese do quanto pior melhor

Emanuel Cancella
26.01.2016 

Em meio ao jogo sujo, está sendo decidido o futuro do país. A Petrobrás, com os impostos que paga, financia cerca de 80% das obras do PAC. Nesse momento, milhões de trabalhadores estão com seus empregos ameaçados. Vários estaleiros estão fechando as portas e empresas responsáveis por grandes obras parando seus serviços e demitindo.

A economia em 2016

Paulo Passarinho
07.01.2016 

2016 não deverá apresentar novidade, que não seja uma pressão cada vez mais intensa dos setores dominantes por uma gestão mais liberal. Sem projeto próprio de desenvolvimento para o país, a classe dominante investe na disputa mais feroz por fatias do orçamento público.

Perspectivas da Economia Brasileira para 2016

Guilherme C. Delgado
07.01.2016 

O recrudescimento do desemprego, somado ao decréscimo do PIB acima de 3%, com redução mais que proporcional da arrecadação tributária e previdenciária, impõem à política econômica de 2016 uma agravante forte a considerar, que não existia no início de 2015.

2016: impasses e agruras

Jurandyr O. Negrão
07.01.2016 

Algumas tendências da economia brasileira em 2016 já parecem dadas. E como dificilmente a recessão deixará de se prolongar, a inflação deverá recuar. Mas seguirá salgada: vai ser difícil impedir que ultrapasse 6,5%, o limite superior da meta.

Internacional

Inundações sul-americanas: ecologia política do caos hídrico

Gonzalo Gutiérrez Nicola
29.01.2016 

As recentes inundações nas bacias dos rios Paraná e Uruguai ganharam notoriedade por deixar milhares de famílias desabrigadas. Mas também mostraram as consequências de uma persistente deterioração ambiental, a incapacidade dos governos em coordenar suas políticas ambientais e hídricas e o avanço do desenvolvimentismo convencional.

 

Eleições presidenciais em Portugal: vitória de Marcelo, “filho de Deus e do Diabo”

Luis Leiria, de Lisboa para o Correio da Cidadania
27.01.2016 

Candidato apoiado pela mesma direita derrotada em outubro venceu com 52%. Na sua campanha defendeu uma política muito diferente da dos que lhe deram apoio: enquanto PSD e CDS acusam o atual governo do PS de não ter legitimidade, Marcelo Rebelo de Sousa defendeu-o. Entenda mais este episódio do imbróglio político português.

 

Arábia Saudita: o paraíso dos decapitadores

Robert Fisk
26.01.2016 

A orgia de decapitações – 47 no total, incluindo a do respeitado clérigo xiita Nimr Raqr – foram dignas de ações do Estado Islâmico. Talvez se tratasse disto. Porque este extraordinário banho de sangue no reino sunita dos Al-Salud volta a sectarizar um conflito religioso que o EI tentou polarizar por todos os lados.

O esgotamento de um modelo

Eduardo Gudynas
08.01.2016 

Vários progressismos não toleram que a esquerda que não está nos governos advirta sobre suas  contradições ou aponte seu cansaço. Respondem com slogans, apelam aos rótulos e desqualificações (chamando aos críticos de “infantis” ou “desmamados”, como é comum no Equador e na Bolívia). Isto mostra que como têm cada vez menos argumentos.

 

Argentina: um governo arquirreacionário a ser combatido desde o começo

Roberto Ramirez, de Buenos Aires para o Correio da Cidadania
08.01.2016 

As fábulas neoliberais a favor “dos que trabalham” duraram pouco. Ao assumir, Macri começou a mostrar seu verdadeiro rosto, não somente anti-operário e antipopular, senão também autoritário e servente das multinacionais e do imperialismo. Seu gabinete é um zoológico de gerentes e executivos de grandes empresas.

Retrospectiva 2015 e prospectiva 2016

Ramez Philippe Maalouf
29.12.2015 

O ano de 2015 foi marcado pelo contraste entre o despotismo imperial-liberal-totalitário dos EUA sobre o mundo e a cada vez mais evidente limitação do poder russo. No ano que está terminando, comprovou-se mais uma vez que não há linhas vermelhas ao poder global estadunidense.

Meio Ambiente

As reportagens sudestinas sobre a seca do Nordeste

Roberto Malvezzi (Gogó)
21.01.2016 

Por que será que Fortaleza precisou fazer campos de concentração de famélicos no século passado e hoje ninguém sequer sabe que eles existiram? Exatamente porque seca e desgraças humanitárias não são sinônimos.

2015: o pior ano de todos (até aqui)

Rodolfo Salm
23.12.2015 

Imagino que quase todos os leitores, diante da trágica descrição, pensarão no rompimento da barragem da Samarco em Mariana, que devastou o rio Doce. Mas ela também vale para o Xingu em 2015. Nunca vi tanta destruição por aqui.

‘Na transposição do rio São Francisco a ideia é criar um mercado de águas’

Articulação do Semiárido
23.12.2015 

As estatísticas oficiais apontam que Sobradinho acumula apenas 3% de sua capacidade, o menor volume da história. “O São Francisco era um rio perene e de alguma forma ainda é, mas cada vez mais fragilizado”, comenta Roberto Malvezzi, uma das referências para falar sobre o rio no Brasil.

 

Se a radiação fosse vermelha...

Chico Whitaker
23.12.2015 

Em Angra 3, a corrupção levou a que a construção dessa usina se tornasse um atentado anunciado contra a Vida. Tudo se faça para que não ocorra. Mas se tivermos essa infelicidade ele será bem mais violento que o desmoronamento da barragem de Mariana.

 

‘Governos de PT e PSDB são igualmente responsáveis pelo rompimento da barragem’

Gabriel Brito e Paulo Silva Junior, da Redação
28.11.2015 

O Brasil ainda passará muito tempo fazendo o inventário da tragédia do rompimento da barragem de resíduos de minério de ferro, da Samarco, empresa da Vale e BHP Billiton, no distrito de Bento Rodrigues, localizado na cidade Mariana (MG).

Tragédia da mineradora em MG: a promiscuidade entre poderes político e econômico no Brasil

Raphael Sanz e Gabriel Brito, da Redação
17.11.2015 

Para oferecer uma visão técnica e amplificada do desastre, entrevistamos a coordenadora do Laboratório de Química Analítica e Ambiental da Universidade Federal do Pará, Simone Pereira. “Será que abrir para o mercado privado a exploração minerária influi no aumento da produção e diminuição do cuidado ambiental?"

Cultura e Esporte

Chegou a hora

Gabriel Brito
13.01.2016 

Finalmente chegamos ao ano das Olimpíadas do Rio de Janeiro, históricas somente pelo fato de serem as primeiras realizadas na América do Sul. Pena que nem parece.

 

Pixadores: “o Brasil não aceita pobre revolucionário”

Raphael Sanz e Caroline Yamasaki, da Redação
10.12.2015 

Pixadores é um documentário legítimo e soube fugir da romantização que se tornou o senso comum das últimas produções documentais.

Editorial

Impeachment Claustrofóbico


O Brasil chegou ao final de 2015, primeiro ano do segundo mandato da presidente Dilma Rousseff, em meio a uma das mais profundas crises do país. Política, econômica, social, ética, ambiental. Crise, além do mais, permeada por uma lógica perversa, aprofundada após a chegada do Partido dos Trabalhadores ao poder: a lógica do “nós contra eles”, por muitos apelidada como “Fla-Flu”.  

Leia mais...

Vídeos

A partir de agora

Imagem

As jornadas de junho no Brasil - filme completo de Carlos Pronzato.
Leia mais...

A Ordem na Mídia

Jornalismo “pós-capitalista” para tempos de crise


Há muito por se elaborar e realizar, mas é animadora a constatação de que há uma geração inteira de jovens e inquietos jornalistas em sintonia.
Leia mais...


Brasil_de_fato
Adital
Image
Image
Banner_observatorio
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image

Diario Liberdade

Espaço Cult

Image
Image
Revista Forum
Joomla Templates by JoomlaShack Joomla Templates