topleft
topright
ISSN 1983-697X

Boletim Diário

Email:
Para assinar o boletim de
notícias preencha o
formulário abaixo:
Nome:

Brasil nas Ruas

Confira os artigos sobre manifestações e movimentos sociais no Brasil.

Arquivo - Artigos

Áudios

Correio da Cidadania, rádio Central 3 e Revista Vaidapé fazem “debate autônomo” sobre as eleições  

Leia mais...

Resenha

Sobre a questão da moradia, de Friedrich Engels

Imagem

  Sobre a questão da moradia, de Friedrich Engels, Editora Boitempo, 1873, 160 págs
Leia mais...
Image

Plinio de Arruda

MEMÓRIA

Confira os textos em homenagem a Plinio


Leia Mais

Plinio em Imagens



Confira a vida de Plínio


Charge


Imagem




Artigos por data

 Apr   May 2015   Jun
SMTWTFS
   1  2
  3  4  5  6  7  8  9
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31 
Julianna Willis Technology

Links RSS

Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania

Áudios - Arquivo

Reforma Política proposta pelo atual Congresso eliminará de vez a voz da sociedade
ESCRITO POR Gabriel Brito e Valéria Nader, da Redação Colaborou Raphael Sanz

Imagem
  Ao lado dos retrocessos econômicos e regressões sociais pelos quais o país vem passando, corre-se grande risco de degeneração da política e da democracia. Dentro do pacote de reformas conservadoras, existe uma que pode tornar a classe política ainda mais a alheia à população: a Emenda Constitucional (PEC) 352/2013, também conhecida como Reforma Política. Por conta disso, o Correio entrevistou o arquiteto Chico Whitaker, do Movimento Fé e Política e do Fórum Social Temático da Reforma Política – Pela Democratização do Poder.
Novo Recife: ‘em vez de o poder público se apropriar de áreas para beneficiar a cidade, vende-as sistematicamente’
ESCRITO POR Gabriel Brito, da Redação

Imagem
Os conluios entre os poderes políticos e econômicos estão mais consagrados do que nunca no Brasil, como, aliás, exemplifica a proposta de Reforma Política defendida por Eduardo Cunha e seus comparsas de Congresso. Dentro deste contexto, já virou quase um consenso social que as empreiteiras são parte dos governos de facto e, na prática, tomam decisões políticas. Por conta disso, o Correio entrevistou Ernesto Carvalho, do movimento Ocupe Estelita, um cais na cidade do Recife alvo de um gigantesco empreendimento imobiliário.
Leia mais...
Montevidéu 2015: o II Fórum e os caminhos para a paz na Colômbia
ESCRITO POR Pietro Alarcon

Imagem
Vale a pena analisar como vai o processo de paz colombiano, quais os avanços e as dificuldades do seu decurso, posto que, de resultar exitoso, terá consequências e impactos concretos, inéditos e profundos, no médio e longo prazo do acontecer político da América. Não se pode pensar em acelerar o processo sem modificações concretas do cenário econômico, ou sem tomar medidas contra o para-militarismo, que continua ameaçando as lideranças políticas e sociais.
Leia mais...
Financiamento eleitoral: a Câmara quer fazer uma piada virar lei?
ESCRITO POR Otaviano Helene

Imagem
Pessoas jurídicas não deveriam ser entes políticos: não podem ter ideologia, vontade ou preferência política, não podem se filiar a partidos, nem se candidatar a nada e, óbvio, não podem votar. Evidentemente, não deveriam poder interferir nos resultados eleitorais, nos partidos ou nas candidaturas e, portanto, não poderiam financiar campanhas eleitorais.
Leia mais...
“Misto alemão”: majoritário disfarçado
ESCRITO POR Leo Lince

Imagem
A permanência do voto proporcional tem sido, ao longo do tempo, um incômodo para o  pensamento  conservador brasileiro. Apesar de desvirtuada por camadas de casuísmo, a representação proporcional transforma cada eleição em risco potencial para as forças dominantes. Para superar, na dissimulada, tal risco, a proposta melhor articulada até agora pelo conservadorismo é a do chamado “misto alemão".
Leia mais...
Hora da verdade para o Syriza
ESCRITO POR Antonis Ntavanellos

Imagem
A União Europeia e o FMI tentam esmagar o Syriza, colocando-o diante do seguinte dilema: ou a integração absoluta ao sistema ou a derrubada imediata deste governo. Fazem-no por razões econômicas, porque uma política anti-austeridade é incompatível com a atual política dos dominadores. Fazem-no também por razões políticas, porque a Europa deve proteger-se contra o perigo da “transmissão” do micróbio Syriza-Podemos.
Leia mais...
Nacionalismo escocês desmonta bipolaridade entre Trabalhistas e Conservadores, que ganham com apenas 36,9%
ESCRITO POR Achille Lollo, de Roma para o Correio da Cidadania

Imagem
O sucesso político e eleitoral do SNP é um sinal de que, no Reino Unido, o sistema político está passando por uma aguda fase de transição. De fato, esta foi a última vez em que os conservadores conseguiram explorar o medo e a típica indecisão dos “Littles Englanders” (os pequenos ingleses), isto é, a classe média da Grã Bretanha, Gales, Escócia e da Irlanda do Norte, que se sentem “ingleses” somente quando o governo de Londres lhes proporciona um mínimo estado de bem estar.
Leia mais...
‘Lulismo vive seu momento mais difícil, mas não podemos ainda decretar seu fim’
ESCRITO POR Valéria Nader e Gabriel Brito, da Redação Colaborou Raphael Sanz

Imagem
O cenário não poderia ser muito diferente para um governo que se elegeu sob marketing eleitoral mentiroso e que já parece velho. Para complicar, nesse exato momento, dá mostras de nem mesmo estar governando de fato. Para ajudar a compreender essa intrincada conjuntura, o Correio entrevistou André Singer, professor da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP e autor de importantes obras de interpretação sócio-política da realidade nacional, dentre elas, aquelas que se destinam ao entendimento do fenômeno chamado de ‘lulismo’.
Leia mais...
“Prefeitura do Rio não aceita que trabalhador reivindique melhores condições de trabalho”
ESCRITO POR Gabriel Brito e Paulo Silva Junior, da Redação

Imagem
Um ano depois de protagonizarem uma vitoriosa greve, os garis do Rio de Janeiro voltaram a cruzar os braços. Basicamente, porque o acordo feito após o fim da paralisação esteve longe de ser cumprido e os garis continuaram a sofrer retaliações. Para voltar ao assunto, o Correio da Cidadania conversou com Celio Viana, representante da categoria que acabou de ser demitido e foi até a Câmara dos Deputados expor a situação.  
Leia mais...
‘Governo paga o preço pela ação despolitizadora do último período’
ESCRITO POR Raphael Sanz, da Redação Colaboraram Gabriel Brito e Valéria Nader

Imagem
Em tempos de crises agudas e agressão aos direitos dos trabalhadores, conversamos com  Gilmar Mauro, importante liderança do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). Decepcionado com algumas prioridades do governo federal, Gilmar lamentou a indicação de Kátia Abreu para o Ministério da Agricultura e o pouco avanço que a pauta da reforma agrária obteve nos últimos períodos. Para ele, o governo paga, agora, o preço da despolitização gerada pelos anos triunfais do lulismo.
Leia mais...

Política

Ratos

Otto Filgueiras
22.05.2015 

A possibilidade de virada política na direção de posições mais conservadoras, como quer o Congresso Nacional, se junta à perda de densidade dos movimentos sociais, abrindo espaço para destruição de direitos.

 

Francisco e a questão Palestina

Frei Betto
22.05.2015 

O Vaticano acaba de reconhecer o Estado Palestino. Francisco desenvolve uma política exterior ousada. Ao contrário de João Paulo II, não confunde capitalismo com democracia. E, na contramão de Bento XVI, não atribui natureza violenta ao islamismo.

Cavalo de pau para salvar o país

Wladimir Pomar
20.05.2015 

A estratégia de política econômica já demonstrou a que veio e precisa ser modificada com urgência. É evidente que um cavalo de pau dessa natureza tem como pressuposto a demissão do ministro Levy e dos demais ministros que o apoiam.

Enganos da esquerda e o marido da Jandira

Plinio Gentil
11.05.2015 

Está correta a avaliação de que a esquerda pode estar desprezando a queixa justa do marido da Jandira e por isso perdendo a sua possível adesão. Mas que o pau no governo Dilma vem da direita furiosa, isso não podemos desprezar, sob o risco de sermos vítimas de uma virada.

A segunda morte do PT

Juliano Medeiros
08.05.2015 

O governo conseguiu aprovar, na noite de 11 de novembro de 2003, a famigerada reforma da previdência. Ao votar a favor das MPs 664 e 665, o PT assinou simbolicamente, pela segunda vez, seu óbito como alternativa em favor da classe trabalhadora brasileira.

A conciliação de classes e a lei das terceirizações

Justino de Sousa Junior
01.05.2015 

Para a maior parte da população já ficou evidente que o PT e seus governos não se distinguem sensivelmente dos demais, nem no projeto sociopolítico, nem nas maneiras de fazer política ou de gerir o Estado. E esse foi o pior desastre causado pela experiência do lulismo.

Sinais de fumaça no ar do Brasil!

Maria Orlanda Pinassi
28.04.2015 

Só pela violência a democracia vem tentando controlar as lutas. E para isso uma ditadura nos moldes de 64 não tem se mostrado assim tão necessária, pois, para grande parte da população brasileira, a violência do Estado é uma realidade.

‘O PL 4330 é o maior ataque aos direitos dos trabalhadores na história do Brasil’

Gabriel Brito, da Redação
10.04.2015 

Se o ano já está difícil para a maioria da população, a situação ainda pode ganhar contornos de liquidação total. É o que se conclui do Projeto de Lei 4330/04, que permite a terceirização de todas as atividades-fim. Sobre esse quadro, entrevistamos Edson Carneiro, da Intersindical.

Chico de Oliveira: ‘não acredito em impeachment nem em renúncia’

Valéria Nader e Gabriel Brito, da Redação
02.04.2015 

Em meio ao mar de incertezas que pauta 2015, parcelas da sociedade guardam expectativas de que alguma mudança de peso estaria em vias de se gestar e a fortaleza do poder está ameaçada. Porém, não é assim que pensa o sociólogo Francisco de Oliveira, em entrevista concedida ao Correio.

‘Hegemonia lulista pode estar se esfacelando’

Gabriel Brito e Valéria Nader, da Redação
25.03.2015 

Para debater um quadro tão complexo, o Correio da Cidadania entrevistou o sociólogo Ruy Braga, reconhecido estudioso do mundo do trabalho. “Há uma sensação de profundo mal estar com relação às medidas do governo".

Falência do PT gera instabilidade política

Valéria Nader e Gabriel Brito, da Redação
16.03.2015 

Ricardo Antunes, sociólogo e professor da Unicamp, com uma linguagem fluida e arguta, ajuda a refletir sobre um país que parece à beira de um literal precipício. Logo no início de sua entrevista, não faz rodeios para afirmar que “talvez possamos começar dizendo que o segundo governo Dilma, e quarto do PT, é quase natimorto".

População pagará pela desastrosa gestão PT-PMDB no setor elétrico

Valéria Nader e Gabriel Brito, da Redação - Colaborou Raphael Sanz
23.02.2015 

O setor elétrico também começa a ganhar espaço nos temores da população a respeito de crises de abastecimento e aumentos tarifários. Para analisar esse complexo tema, o Correio da Cidadania entrevistou o engenheiro Célio Bermann, um dos principais especialistas do país em energia e sustentabilidade.

‘Agentes externos, internos, mídia e setor financeiro querem abocanhar a Petrobras’

Valéria Nader e Gabriel Brito, da Redação
13.02.2015 

Tal como já analisado por este Correio. estamos diante de “disputas intercapitalistas” entre variados e pujantes setores, o que, obviamente, não poderia deixar o petróleo e a Petrobrás de fora. Essa é a discussão que se faz na entrevista com Felipe Coutinho, novo presidente da AEPET

Guilherme Boulos: ‘O modelo petista de governabilidade se esgotou’

Gabriel Brito e Valéria Nader, da Redação
03.02.2015 

“Vimos que a opção da presidente Dilma de construir uma política neoliberal logo no início de 2015 é expressão do esgotamento de um modelo”. Foi assim que Guilherme Boulos, dirigente do MTST, definiu o momento político em que se encontra o país, em entrevista ao Correio.

Brasil nas Ruas

Ocupações da Izidora, terra banhada com sangue de mártir: também uma questão religiosa

Frei Gilvander Luís Moreira
15.05.2015 

Manoel Bahia, 27 anos, coordenador da Ocupação Vitória, dia 31 de março de 2015, em plena semana santa, por volta das 15 horas – mesmo horário em que Jesus Cristo foi crucificado -, foi covardemente assassinado por grileiros de lotes vagos.

 

Paraná: genealogia de um massacre

Gilberto Calil (texto e fotos)
05.05.2015 

O massacre perpetrado por um assustador contingente de PMs contra 20 mil manifestantes produziu mais de 200 feridos e cenas de selvageria que correram o mundo. Como chegamos a esta situação? O que estava em jogo? Por que o governo decidiu impor uma repressão tão violenta?

‘Para os índios, só resta retomar as terras por conta própria’

Gabriel Brito, da Redação
30.04.2015 

A causa indígena brasileira encontra-se num ponto culminante de sua história. Dentro de tal contexto, conversamos com Sassá Tupinambá, ativista da causa indígena e dos direitos humanos, a respeito da recém-encerrada Semana Nacional de Mobilização Indígena.

‘O Brasil é um produtor de mães de maio’

Gabriel Brito e Paulo Silva Junior, da Redação
21.04.2015 

“Uma luz no fim do túnel”. É assim que Debora Silva Maria, liderança do movimento das Mães de Maio, define a criação da ‘Comissão da Verdade da Democracia – Mães de Maio’, recém-aprovada pela Assembleia Legislativa de São Paulo.

Social

Educação pública ou irresponsabilidade pública?

Frei Marcos Sassatelli
22.05.2015 

A greve da rede municipal de ensino de Goiânia tem como principal reivindicação o cumprimento das promessas feitas aos trabalhadores nas greves de 2013 e 2014. Reparem: os servidores, docentes e administrativos, não apresentam novas reivindicações.

 

O mundo-cão da mineração

Julio César de Castro
15.05.2015 

A Anglo American adquiriu suas terras de modo tenebroso, com todo vício de fraudes processuais e crimes de estelionato contra famílias desassistidas, que há centenas de anos, geração a geração, estavam morando e trabalhando com dignidade por lá.

Autonomia e perda de autonomia na luta pela terra: vitória da pós-modernidade?

Antonio Julio de Menezes Neto
13.05.2015 

No livro (no prelo) que escrevi acerca do MST e do Zapatismo, defendo que as ações diretas são fundamentais em um primeiro momento, mas, no momento posterior, os movimentos passam a ter de administrar suas conquistas dentro do sistema.

“Reduzir a maioridade penal é retroceder no processo de efetivação de direitos”

Raphael Sanz, da Redação
08.05.2015 

Em meio a tantas ofensivas conservadoras no que diz respeito aos direitos das minorias e a discussão no Congresso Nacional sobre uma possível redução da maioridade penal, o Correio da Cidadania conversou com três responsáveis pelo Sefras Cárcere a respeito do trabalho que desenvolvem dentro dos presídios.

 

Saúde pública e universal é alvo silencioso de cortes e privatizações

Gabriel Brito e Paulo Silva Junior, da Redação
24.04.2015 

Emenda Constitucional 86, Lei 13019, PEC 451... Um pacotaço que atinge em cheio a área da saúde pública brasileira e, mais precisamente, o Sistema Único de Saúde (SUS). É disso que conversamos com Paulo Spina, do Fórum Popular da Saúde de SP.

‘Os poderes jurídicos brasileiros não dão relevância à vida do negro’

Gabriel Brito e Paulo Silva Junior, da Redação
02.04.2015 

Chacinas como a do Cabula, com 14 mortes e 5 desaparecidos, e da Mangueirosa, em Belém, cujo número de mortos segue incerto, são, talvez, a verdadeira síntese do processo político brasileiro. É disso que tratamos ao falar com Hamilton Borges, membro da Campanha Reaja ou Será Morto(a).

Internacional

O que esperar do novo governo de Israel?

Luiz Eça
18.05.2015 

Os partidos que formam a coalizão governamental não representam esperança na questão da Palestina. Foi razão bastante para Netanyahu colocar no governo pessoas de posições muito controvertidas (para dizer o mínimo) em ministérios-chaves.

Reino Unido votará saída da União Europeia

Marcelo Justo
15.05.2015 

Antes afligida por uma possível “Grexit” (saída grega da Eurozona), a União Europeia (UE) vive agora sob a sombra de uma “Brexit” (saída britânica da Eurozona). O vitorioso primeiro-ministro David Cameron deixou claro que vai realizar o referendo prometido durante a campanha eleitoral.

Ontem: Golpe, Impeachment, Renúncia; hoje: Manipulação e Despolitização

Achille Lollo, de Roma (Itália) para o Correio da Cidadania
28.04.2015 

Hoje, o Golpe de Estado, o impeachment e a renúncia não são necessários, porque não existe uma conjuntura “pré-insurrecional”, ou de descontrole institucional, que obriguem o mercado e o Império a tomar decisões excepcionais. Por isso, cabe à “grande Mídia” desarmar ideologicamente o movimento popular e os setores de esquerda mais legalistas.

TISA: a banalização do mal

Antonio Elías
17.04.2015 

A entrada do Uruguai nas negociações do Trade in Services Agreement (Acordo de Comércio de Serviços – TISA) requer várias ponderações, dado que o processo de discussão pública que se iniciou sobre o tema carece em grande medida de uma fundamentação sólida.

Economia

Destruição econômica e social

Adriano Benayon
18.05.2015 

A demolição de direitos sociais, incluindo generalizar a terceirização, significa extrair sangue de organismos anêmicos. É inútil esperar resultados positivos, porque, na atual estrutura, dominada pelos carteis transnacionais, e dada a infraestrutura, nenhum “ajuste” levará a diminuir significativamente o “custo Brasil”.

Inversão de papéis e crise estrutural

Daniel Feldmann
14.05.2015 

Dada a dificuldade de valorização sustentada dos capitais na produção real, abre-se aqui a brecha para a distribuição de mais dividendos e de mais valorização fictícia dos capitais acionários de diversas empresas. Neste sentido, a terceirização também namora a financeirização do capital.

Direitos sociais em 2015, no Governo e no Congresso

Guilherme C. Delgado
11.05.2015 

Não obstante a vitória cantada, seja na propaganda da FIESP, seja nos ‘noticiários’ da Rede Globo, o PL das terceirizações ainda terá longa tramitação. Não é, portanto, uma regra para vigência iminente; muito menos é norma eminente, no sentido ético-social, como se fora uma “página virada” na história, a gosto dos ultraconservadores.

‘Dinheiro tem, mas vai para o lugar errado’

Raphael Sanz, da Redação
16.04.2015 

Em tempos de grave crise, debater a questão da dívida pública se faz essencial. A Auditoria Cidadã quer mostrar à população que o país tem, sim, dinheiro para investir nas áreas hoje em crise, mas esse dinheiro tem sido destinado para o pagamento de juros e amortização.

Meio Ambiente

Transgênicos: deputados atropelam direito à informação

Sandro Ari Andrade de Miranda
08.05.2015 

Aprovação de projeto que acaba com rotulagem atropela Direito à Informação, beneficia transnacionais e comprova: bancadas ligadas a poder econômico estão dispostas a tudo.

Meio ambiente violentado

Heitor Scalambrini Costa
05.05.2015 

Com tantas notícias negativas em nosso país relacionadas ao meio ambiente, uma novidade alvissareira é a de que o papa Francisco lançará em breve a sua 1ª encíclica, que abordará o tema “meio ambiente e pobreza”. Esperamos que o “maior país católico do mundo” se sensibilize.

Cultura e Esporte

O pior do mundo

Gabriel Brito
18.05.2015 

Não se trata mais de debater se temos de voltar ao mata-mata ou ficar na atual fórmula. Trata-se de algo mais primordial: ter um campeonato em que todas as rodadas, fases ou sei lá o quê sejam legais. Só isso.

Ana Montenegro: 100 anos de uma feminista de classe

Milton Pinheiro
17.04.2015 

Ana Montenegro, exilada política, separada e mãe de dois filhos, teve um deles (Miguel) morto durante o exílio: era uma mulher feita de aço e pétalas. Ela faleceu em 30 de março de 2006.

Galeano: original e profundo

Atilio A. Boron
15.04.2015 

Eduardo não escrevia para a igreja, pois seu objetivo era chegar com sua voz a todos os inconformados, aos oprimidos e explorados que encontravam em sua linguagem um valioso instrumento para compreender e explicar a realidade.

Fantasia, esquecimento e memória

Cassiano Terra Rodrigues
05.01.2015 

Ao invés de apresentar algo como o protagonismo de ações coletivas e populares contra o racismo e a escravidão, Django Livre reafirma o mito do herói individual (assim como o último filme de Spielberg, Lincoln), numa clássica operação que já foi descrita como “política do silenciamento”.

 

Editorial

Regressão e Reação


Manifestos, protestos, greves se espalham pelo país, conformando uma onda de reação e resistência já comparável à conjuntura de greves do ano de 1989. Não poderia ser diferente. Trata-se de insatisfação e revolta que explode face a uma das mais impiedosas retiradas de direitos sociais após a promulgação da Constituição de 1988. Do Legislativo ao Executivo, por motivos e estímulos diversos, a ordem é cortar na carne.

Leia mais...

Vídeos

'Índios e camponeses ficaram em segundo plano na Comissão da Verdade'

Imagem

Entrevista com Marcelo Zelic, presidente do Grupo Tortura Nunca Mais e colaborador da Comissão da Verdade.
Leia mais...

A Ordem na Mídia

O governo enterrou de novo o debate da regulação da mídia?


A democracia existe no papel, mas não se realiza na prática. O artigo 220 da Constituição define que não pode haver monopólio ou oligopólio na comunicação social eletrônica. A Globo, no entanto, controla 70% do mercado, faturando sozinha mais do que todas as demais empresas de comunicação. Isso acontece porque o Congresso Nacional nunca elaborou leis definindo mecanismos que impedissem a formação de monopólio.,
Leia mais...


Brasil_de_fato
Adital
Image
Image
Banner_observatorio
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image

Diario Liberdade

Espaço Cult

Image
Image
Revista Forum
Joomla Templates by JoomlaShack Joomla Templates